Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

CPI da Covid ao vivo: empresário Luciano Hang, da Havan, presta depoimento

Atividades são retomadas após tumulto durante a Comissão.

Leopoldo Silva | Agência Senado

A CPI da Pandemia recebe, nesta quarta-feira (29), o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan.

Parlamentares que compõem a comissão apontaram ligações dele com o caso envolvendo a operadora Prevent Senior.

Apoiador declarado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Hang deve ser questionado sobre diversos pontos envolvendo a pandemia da Covid-19.

Gabinete paralelo

Desde o início do surto da doença no país, Hang passou a ser acusado de pertencer ao chamado “gabinete paralelo”, que seria um suposto grupo de apoiadores do chefe do Executivo que atuavam em aconselhá-lo em relação à pandemia.

O empresário também foi alvo do inquérito das fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Contas no exterior

Ao ser questionado durante o depoimento de hoje, Hang afirmou ter “duas ou três” empresas em paraísos fiscais no exterior. No entanto, segundo ele, todas elas estão na conformidade da lei.

Financiamentos

Luciano Hang também negou ter solicitado qualquer tipo de financiamento do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para suas empresas, alegando que adquiriu, apenas, máquinas que receberam aporte do banco estatal.

Conforme o depoimento, alegou que a solicitação poderia abrir margem para que ele fosse acusado de ser ‘financiado’ pelo governo.

Fake News

Além disso, Hang assegurou que nunca fez parte do chamado “gabinete paralelo” e que não financiou fake news.

“Não conheço, não faço e nunca fiz parte de nenhum gabinete paralelo, não financiei esquema de fake news, e não sou negacionista”, argumentou. “Eu lutava para que a indústria e comércio ficassem abertos mantendo empregos e sustentos dos brasileiros”, disse.

Questões familiares

Em outro ponto da fala, o empresário lamentou a utilização do nome da mãe dele ao longo da CPI. Para ele, a conduta foi “vil” e “política”.

“É duro para mim ver a morte da minha mãe sendo usada politicamente, de forma baixa e desrespeitosa. Não aceito desrespeito a morte da minha mãe. Tenho consciência de que como filho sempre fiz o melhor por ela”, completou.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Nos tribunais, empresário tem conquistado série de vitórias contra outras figuras públicas.

Errata

Balneário Camboriú é apelidada de ‘Dubai brasileira’.

Política

Outras personalidades também estão manifestando apoio ao empresário

Política

Durante a Comissão, Hang reforçou apoio ao governo federal.