Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Lira critica Calheiros por proposta de alteração na Lei do Impeachment

Presidente da Câmara afirma que iniciativa foge ao escopo da CPI.

Pablo Valadares | Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), criticou nesta quarta-feira (15) o senador Renan Calheiros (MDB-AL) pela ideia de alterar a Lei do Impeachment no parecer final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.

De acordo com Lira, a proposta foge totalmente da atribuição da CPI, que foi instituída para apurar ações e omissões no período de crise sanitária.

“Acho que foge do escopo da CPI tratar de um assunto que é constitucional. Sugestão todo parlamentar pode fazer, projetos todos podem apresentar. Mas eu não ousaria querer alterar daqui o regimento para o presidente do Senado ter de alterar o rito do impeachment de ministro do Supremo [Tribunal Federal]”, declarou.

Ainda segundo o presidente da Câmara, se a maioria dos deputados quiser alterar a atual legislação, isso pode ser feito.

“Tanto o rito do presidente do Senado quanto da Câmara são de instituições que representam o poder autônomo, representativo, que se a maioria do plenário quiser, a qualquer momento alterar, altera. Não acredito que seja esse o sentimento das duas Casas [Legislativas]”, acrescentou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Parecer foi alterado após acordo entre membros do G7 na véspera da apresentação.

Congresso

Renan Calheiros distribuiu a senadores o texto provisório do parecer final.

Judiciário

PGR opinou pela manutenção da medida, mas contra divulgação dos dados colhidos pela comissão.

Congresso

Senador é acusado de ter recebido R$ 1 milhão em propina da empresa em 2012.