Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Projeto apresentado em 2014 por Bolsonaro avança na Câmara

Colegiado aprovou proposta que considera legítima defesa reação contra invasor de propriedade.

Nilson Bastian | Agência Câmara

Nesta última terça-feira (23), a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara dos Deputados tirou da gaveta um projeto de lei (PL) apresentado em 2014 pelo então deputado federal Jair Bolsonaro, à época filiado ao Progressistas (PP) do Rio de Janeiro.

A proposta pretende alterar o Código Penal do país a fim de inserir a legítima defesa como justificativa para reações cometidas por proprietários contra invasores de domicílios.

Na prática, a proposta pretende instituir o entendimento de que, se uma pessoa reagir contra um invasor, ela não deverá sofrer consequências penais em decorrência disso.

Atualmente, ainda que haja a alegação de legítima de defesa, as autoridades quase sempre abrem inquérito para entender as circunstâncias da morte ou da agressão.

De acordo com a coluna Radar, os integrantes do colegiado votaram favoravelmente ao parecer do deputado Éder Mauro (PSD-PA), que sugeriu a aprovação da matéria. Agora, o projeto será encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Governadores deverão investir em equipamentos, tecnologia e valorização de profissionais.

Política

Cirurgião foi assassinado quando chegava a uma clínica para trabalhar. Latrocínio é a principal hipótese.

Governo

Manaus e outras cidades são alvos de ataques criminosos nos últimos dias.

Últimas

Um militar do Exército foi assassinado na noite desta última quinta-feira (11), na saída 2 da Linha Amarela, na altura do bairro Encantado, na...