Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Túlio Gadelha publica foto com afago da esquerda a Pacheco: ‘Bolsominions piram’

Parlamentares derrubaram vetos presidencial aos auxílios para o setor cultural.

Pedro Gontijo | Senado Federal

O deputado federal Túlio Gadelha (Rede-PE) usou as redes sociais para comemorar a manobra emplacada pelo Congresso Nacional nesta terça-feira, 5, que derrubou os vetos do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Lei Aldir Blanc 2 e à Lei Paulo Gustavo. A articulação foi promovida, especialmente, por parlamentares inclinados ao bloco de oposição e ocorreu após adiamentos da votação. O tema sofreu pressão da classe artística, que a todo momento exigia aprovação dos auxílios ao setor cultural.

Aldir Blanc

Com a derrubada, a Lei Aldir Blanc 2 passa a prevalecer e, conforme a deliberação, repasses anuais de R$ 3 bilhões da União para estados e municípios terão que ser executados, por um período de cinco anos, a valer a partir de 2023.

Paulo Gustavo

A Lei Paulo Gustavo, por sua vez, tem caráter emergencial e destina R$ 3,86 bilhões para estados e municípios ajudarem o setor cultural. Do montante, R$ 2,79 bilhões seriam encaminhados à área audiovisual, ao passo que R$ 1,06 bilhão cumpriria destino para ações emergenciais.

Esquerda comemora

Nas redes sociais, ativistas, internautas e parlamentares de esquerda festejaram o resultado. Um dos nomes a demonstrar euforia foi Túlio Gadelha, que recentemente deixou o PDT, de Ciro Gomes, para seguir na Rede Sustentabilidade, de Randolfe Rodrigues.

Em uma publicação no Instagram, o político provocou os apoiadores do presidente da República. Na ocasião, o post é acompanhado de uma imagem do fotógrafo do Pedro Gontijo, do Senado, que registrou o momento em que a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), e o produtor cultural Eduardo Barata, beijam o rosto do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

— Derrubamos o veto de Bolsonaro à Lei Paulo Gustavo e à Lei Aldir Blanc 2. Vitória da Cultura do Brasil! Os bolsominions piram! — escreveu Gadelha.

Bolsonaro insatisfeito

Nos bastidores, o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem demonstrado insatisfação com o ‘sinal verde’ dado pelo Congresso, visto que as duas leis possuem grande impacto financeiro.

O descontentamento do chefe do Executivo não se dá apenas por isso, afinal, o mandatário foi responsável por apoiar a eleição de Rodrigo Pacheco à presidência do Senado, mesmo ciente de que o parlamentar não possuía alinhamento suficiente com o governo.

Vale lembrar, em especial, que o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) foi um grande articulador pró-Pacheco. O filho 01 disse, à época, que o político mineiro tinha um “perfil responsável e ponderado”, declarando voto abertamente.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Presidente do Senado e ex-presidente esquerdista se reuniram na capital federal.

Congresso

Visando uma maior aproximação, articulação foi feita pela bancada do PT.

Congresso

Leitura dos requerimentos em plenário será feita ainda esta semana.

Política

Presidente do Senado e ex-ministra do Meio Ambiente conversaram durante evento em Portugal.

----- CLEVER ADS -----