Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Economia

Dólar encerra trimestre com queda de 14,55%, maior desvalorização em 13 anos

Perda trimestral da moeda americana é a mais intensa desde abril a junho de 2009.

Annie Spratt | Unsplash

O dólar recuou 14,55% nos três primeiros meses deste ano, representando a maior desvalorização trimestral em relação ao real em quase 13 anos, desde o período de abril a junho de 2009, quando caiu 15,81%.

Nesta quinta-feira (31), a moeda americana fechou o pregão em queda de 0,47%, vendido a R$ 4,76. No total de março, a perda foi de 7,63%, a maior retração para um mês desde outubro de 2018.

Nem mesmo a alta do câmbio lá fora, em dia marcado por baixo apetite ao risco e perdas das bolsas em Nova York, tirou o brilho do real. A moeda brasileira, no acumulado de 2022, continua superando todas as outras moedas globais.

A bolsa do Brasil fechou em queda de 0,22%, aos 119.999,23 pontos. O dia foi marcado por volatilidade com leves variações positivas e negativas na última sessão mensal e trimestral do Ibovespa.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Bolsa de valores subiu 0,4%, beneficiada por ações locais

Política

Operação Dollaro Bucato II cumpriu 12 mandados

Economia

É a 1ª vez, desde o início da circulação da moeda europeia, que a marca é atingida.

Últimas

Em um dia de nervosismo internacional, o dólar ultrapassou a barreira de R$ 4,90 e atingiu o maior valor em três semanas. A bolsa...

----- CLEVER ADS -----