Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Aliados do governo preparam ação no STF contra CPI do MEC

Senadores da base aliada querem que a fila para abertura de CPIs seja respeitada.

Geraldo Magela | Agência Senado

Aliados do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) estudam ingressar com uma ação judicial para impedir a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria o Ministério da Educação (MEC).

Parlamentares ligados à base aliada do Executivo querem ajuizar um processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a instalação do colegiado. Os debates sobre o assunto estão sendo liderados pelo senador Carlos Portinho (PL-RJ).

Os congressistas afirmam estar ‘indignados’ porque querem que a fila para abertura de CPIs seja respeitada. O governo cobra do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que instale outras 4 comissões que já alcançaram o número de assinaturas antes da CPI do MEC.

“Não há classe de senadores, qualquer senador vale tanto quanto qualquer outro. O senador Randolfe Rodrigues [Rede-AP] é um senador como qualquer outro. Qualquer tentativa de dar privilégio a um senador deve ser recusado de imediato. 27 assinaturas em uma CPI valem tanto quanto 27 assinaturas em outra CPI, há que se seguir a ordem cronológica apresentada”, declarou Portinho.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Ideia é mirar no Planalto ao convocar ministros e aliados de Ciro e Valdemar no FNDE.

Congresso

Instalação do colegiado ainda depende de Pacheco, que precisa ler o documento em plenário.

Congresso

Líder da oposição obteve 28 assinaturas para investigar o Ministério da Educação.

----- CLEVER ADS -----