Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Defesa indica que Forças Armadas vão fiscalizar eleições

Pasta divulgou 10 nomes de militares que atuarão durante o pleito de outubro.

Ministério da Defesa | Divulgação

O ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira, encaminhou um ofício ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em que indica o nome de 10 representantes das Forças Armadas para fiscalizar as eleições de outubro deste ano.

De acordo com a lei, vários órgãos podem atuar como “entidades fiscalizadoras” do pleito brasileiro. Entre elas estão a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Polícia Federal (STF), o Ministério Público Federal (MPF), o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional.

Os militares foram incluídos pelo TSE na lista de fiscalizadores em 2019. Na ocasião, o plenário da Corte concordou com as normas relatadas pelo ministro Luís Roberto Barroso, então presidente do Tribunal.

No dia 20 de junho, a Defesa já havia informado à Justiça Eleitoral que indicaria seus representantes. Dois dias depois, a pasta enviou os nomes dos 10 técnicos militares. São eles:

Coronel Marcelo Nogueira de Souza, do Exército, que atuará como chefe da equipe das Forças Armadas;

Coronel Wagner Oliveira da Silva, da Aeronáutica;

Coronel Ricardo Sant’ana, do Exército;

Capitão Marcus Rogers Cavalcante Andrade, da Marinha;

Capitão Helio Mendes Salmon, da Marinha;

Capital Vilc Queupe Rufino, da Marinha;

Tenente-coronel Rafael Salema Marques, da Aeronáutica;

Major Renato Vargas Monteiro, do Exército;

Major Antônio Amite, do Exército;

e Capitão Heitor Albuquerque Vieira, da Aeronáutica.

“Aproveito a oportunidade para agradecer a Vossa Excelência pelas manifestações de apreço e de consideração, bem como renovo permanente interlocução deste Ministério com a Corte Eleitoral”, diz trecho do ofício endereçado ao ministro Edson Fachin.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Em proposta de governo, nome do PSTU afirma ser contra 'barbárie promovida pelo capitalismo'.

Política

Mesmo líder das pesquisas, tucano abriu mão da disputa após acordo com PDT.

Política

Mais de 156,45 milhões de eleitores estão aptos a votar em outubro

Política

Ministério da Defesa enviou representantes à Corte às 10h de hoje para inspeção.

----- CLEVER ADS -----