Conecte-se conosco

Governo

“Eu vetaria”, diz Mourão sobre fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões

Vice-presidente afirma que recurso aprovado pelo Congresso é “valor exagerado”.

Published

em

Bruno Batista | VPR

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta segunda-feira (19) que, se ocupasse a cadeira principal no Palácio do Planalto, vetaria o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado pelo Congresso Nacional.

De acordo com o general, o valor destinado às campanhas políticas representa um “exagero” e poderia ser destinado para outras situações no atual contexto sanitário e econômico.

“Acho que está exagerado, acho que é um valor exagerado. Principalmente quando há pouco nós aqui tivemos uma situação difícil no governo para conseguir fazer um rescaldo de R$ 1 bilhão para que as obras não parassem. Então, aí você tem uma gordura de uns R$ 3 bilhões tranquilamente que poderiam ser melhor empregados”, declarou.

Mourão disse ainda que a forma de fazer campanha política mudou, o que permite aos postulantes a cargos públicos encontrarem formas alternativas de ganharem uma eleição.

“Hoje você usa muito rede social. O modelo de propaganda eleitoral, de você se fazer conhecido perante a população, ele mudou e também você busca o financiamento por meio do crowdfunding. Não está proibido o financiamento privado”, afirmou.

O vice-presidente revelou não ter conversado sobre o assunto com o presidente Jair Bolsonaro, que terá a autonomia para vetar ou sancionar o novo valor do fundo. “Eu vetaria”, respondeu Mourão após ser questionado sobre o que pensa acerca da medida.

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).