Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Ministério da Justiça autoriza retorno de visitas presenciais a presos

Portaria foi publicada no Diário Oficial da União.

Grant Durr | Unsplash

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) publicou, no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (2), portaria que autoriza o retorno gradual das visitas presenciais de cônjuges, companheiros e parentes a criminosos que estão custodiados em penitenciárias federais.

De acordo com a Portaria nº. 14, estão mantidas as visitas virtuais para atendimentos de advogados, por intermédio da Defensoria Pública da União (DPU).

O retorno, segundo a portaria, será gradual. Cada preso terá direito a uma visita presencial mensal “em parlatório e com duração de uma hora”, sendo permitida a entrada de um adulto, podendo estar acompanhado de uma criança ou adolescente.

Para prevenir contaminações por Covid-19, só será permitida a visita de pessoas que comprovem ter recebido as duas doses da vacina, ou a vacina de dose única, há mais de 14 dias.

A apresentação do cartão de vacinação original pelo visitante é obrigatória no dia da visita. A aferição de temperatura e de sintomas gripais também será obrigatória aos visitantes.

Já os atendimentos de advogados continuam limitados a quatro agendamentos por dia, com duração de 30 minutos, sem prejuízo dos casos urgentes. A portaria autoriza atividades de educação e de assistência religiosa aos presos custodiados.

As escoltas de presos continuam suspensas “exceto quando se tratar de escoltas requisitadas judicialmente, inclusões emergenciais e daquelas que, por sua natureza, precisem ser realizadas em atendimento ao interesse público”.

Por fim, a portaria informa que as penitenciárias federais deverão observar o procedimento operacional padrão de medidas de controle e prevenção do novo coronavírus do sistema penitenciário federal, de modo a reforçar a frequência da higienização dos locais destinados aos atendimentos e às visitas, bem como o uso obrigatório de máscara.

Com informações, Agência Brasil.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Contas bancárias do fundador do Terça Livre foram bloqueadas.

Mundo

A medida vale também para turistas que visitam o país.

Mundo

Político gastou quase o dobro dos quase R$ 140 milhões permitidos pela lei eleitoral francesa.

Judiciário

Ministro afirma que detenção foi para evitar "agressões e ameaças contra a democracia" no 7 de setembro.