Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Queiroga anuncia novo repasse de R$ 12,7 milhões à Bahia

Enchentes deixaram 24 mortos, centenas de feridos e milhares de desalojados no Estado.

Walterson Rosa | Min. da Saúde

O Ministério da Saúde autorizou um novo repasse no valor de R$ 12,7 milhões para atender famílias que vivem nos municípios afetados pelas fortes chuvas na Bahia.

Segundo a assessoria da pasta, o valor será repassado a partir da publicação de uma segunda portaria assinada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta última quinta-feira (30).

“Os recursos vão dar suporte ao estado na vigilância em saúde nesse momento em que houve um aumento no número de cidades em situação de emergência por conta das fortes chuvas”, diz a nota.

Além dos recursos, o ministério está enviando mais 28 kits chamados de vigidesastres, com medicamentos, vacinas e outros insumos, para as cidades baianas atingidas. O quantitativo é suficiente para atender mais de 14 mil pessoas e se soma aos outros já entregues para a região.

O ministro Marcelo Queiroga sobrevoou novamente as áreas atingidas, desta vez na região de Vitória da Conquista.

“Sobrevoamos toda essa região, verificamos os estragos que a chuva provocou e estamos juntos trabalhando para levar assistência aos que sofreram em função da chuva. Vamos trabalhar seguindo as recomendações do presidente Jair Bolsonaro para que não falte nada aos nossos irmãos da Bahia”, declarou.

Com o novo recurso liberado, o valor repassado pelo governo federal à Bahia, por meio do Ministério da Saúde, chega a R$ 19,7 milhões que vão apoiar ações de vigilância em saúde e prevenção de doenças.

Insumos, medicamentos, e vacinas para ajudar cidades da Bahia  - Fernando Brito /MS

Insumos, medicamentos, e vacinas para ajudar cidades da Bahia  – Fernando Brito /MS

Histórico

Na terça-feira (28), a pasta já havia liberado R$ 7 milhões a 50 municípios do estado. Agora, 80 cidades baianas que decretaram situação de emergência, estado de calamidade pública ou reconhecimento de emergência por conta de enchentes e alagamentos serão contempladas com a medida.

Os recursos são do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e serão repassados aos Fundos Municipais de Saúde dos estados afetados pelas inundações. Os valores servirão para fortalecer o sistema de vigilância em saúde e para implementar ações de prevenção e controle de epidemias nos municípios atingidos.

Força-tarefa

O Ministério da Saúde monitora a situação de todos os locais afetados initerruptamente, em uma sala de situação para inundações. A base de apoio foi instalada em Ilhéus, no sul do estado.

Ainda nesta semana, para atender e dar apoio à população atingida pelas enchentes na Bahia, o Ministério da Saúde enviou técnicos da pasta para traçar um diagnóstico da situação e indicar a quantidade de médicos e enfermeiros necessária para atender cada cidade. Também foram enviados  medicamentos, vacinas, equipamentos e insumos. “Até agora, a operação enviou mais de 4,2 toneladas de medicamentos básicos e insumos estratégicos, suficientes para atender a mais de 25 mil pessoas”, lembrou o ministério.

Foram enviados também 5 milhões de insumos para controle de doenças como dengue, chikungunya e zika, além de 1 milhão de frascos de hipoclorito de sódio para tratamento de água.

A Bahia ainda também 100 mil doses de vacinas contra a Influenza, 40 mil doses de vacina contra Hepatite A pediátrica e 10 mil doses de vacina antirrábica humana. As equipes de resgate também tiveram apoio do Ministério com botas, máscaras N95, casacos impermeáveis, uniformes e testes antígeno para Covid-19.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Últimas

Corte cassou registro e diploma de candidatos envolvidos em fraude de cota de gênero.

Últimas

Em 2020, país registrou 145 mil casos da doença que pode matar.

Últimas

Anvisa diz que resposta sobre venda deve sair no menor tempo possível

Saúde

Portaria foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (5)