Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Ordem de serviço para retomar obras do Rodoanel de Cuiabá é assinada

Ministro da Infraestrutura e governador do estado firmaram compromisso.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, dá entrevista coletiva, para fazer um balanço das ações de 2019 e projetos para 2020

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinaram neste sábado (17) a ordem de serviço para retomar as obras do Contorno Rodoviário Norte, o Rodoanel de Cuiabá, que devem começar ainda neste ano.

O empreendimento prevê, de acordo com a Agência Brasil, a implantação de 21,5 quilômetros de pista de concreto desde o Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, até a entrada da Chapada dos Guimarães. Os investimentos somam R$ 204 milhões.

As intervenções previstas no projeto incluem também quatro viadutos, duas pontes sobre o Rio Cuiabá (240 metros), uma trincheira (181 metros) e passagens de nível, dentre outras Obras de Artes Especiais (OAEs).

As placas de concreto de rodovia terão 21 centímetros de espessura. O atual trecho existente, pavimentado em concreto betuminoso usinado à quente (CBUQ), será coberto pelo pavimento rígido, com a tecnologia de whitetopping.

As obras ainda incluem faixas de rolamento da pista, com largura de 3,6 metros; acostamento, com largura variável de 2,5 a 3 metros; e faixa de segurança, situada ao lado da via.

Segundo a pasta e o governo do estado, o Rodoanel deve melhorar o fluxo de veículos entre Cuiabá e Várzea Grande, especialmente de caminhões que precisam passar pela região metropolitana dessas cidades.

A obra também atende à necessidade de garantir maior eficiência ao escoamento da produção agropecuária na porção mato-grossense de três rodovias federais: as BRs 163, 364 e 070.

Quando concluído, o empreendimento facilitará o transporte da carga que segue pela BR-163/364/MT em direção ao terminal ferroviário da região Sul do estado e aos portos de Santos (SP); pela BR-070/MT rumo ao Pantanal; e da BR-163/MT para a região Norte do Estado e os portos do Pará.

Ao todo, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), o Contorno Rodoviário Norte terá pista duplicada em concreto com extensão de 52 quilômetros.

A duplicação vai do trecho entre a BR-163/364/MT e o Distrito Industrial, na BR-070/163/364/MT, passando pelas rodovias estaduais MT-010 e MT-251, pela região da Ponte de Ferro e pelo bairro Pedra 90.

Com 21,5 quilômetros de extensão, o lote inclui a BR-163/364/MT, em Várzea Grande; a MT-010 e a MT-251, em Cuiabá.

Os R$ 204 milhões previstos nesta etapa serão aplicados na duplicação em concreto, pavimento rígido, que tem vida útil de 20 anos.

O governo federal investirá 60% do total; os outros 40% virão do governo estadual.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Decisão liminar foi proferida no âmbito de ação ajuizada pelo Movimento Nacional de Direitos Humanos.

Governo

Ministério da Infraestrutura prevê investimentos de R$ 53 bilhões.

Saúde

Sistema combina três funções importantes: controle motor intuitivo, cinestesia de toque e preensão, a sensação intuitiva de abrir e fechar a mão.

Governo

Ministro procurou minimizar origem dos investimentos internacionais. Segundo ele, capital chinês já se faz presente no Brasil há muito tempo.