Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Barroso nega liminar do PT sobre manutenção do embargo a Cuba; entenda

Entrevista coletiva do ministro Roberto Barroso por videoconferência. Brasília-DF, 26/05/2020 Foto: Roberto Jayme/ASCOM/TSE

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido apresentado pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Na ocasião, a sigla pretendia obrigar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a defender o fim do embargo comercial aplicado pelos Estados Unidos a Cuba.

Integrantes do partido argumentaram que a posição do atual governo, favorável ao embargo, violava os direitos humanos, alegando possíveis dificuldades que os cidadão cubanos teriam durante a pandemia da Covid-19.

Apesar disso, Barroso considerou que uma decisão do Judiciário, caso decidisse prosseguir com a discussão, seria uma clara interferência na política externa.

“Trata-se, em princípio, de matéria de política externa, típica atribuição do Executivo, de modo que tenho por não demonstrada a plausibilidade do direito alegado”, sustentou o ministro do Supremo.

Por fim, Barroso solicitou manifestações da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre o tema.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Mundo

Corte suspendeu uma decisão de 1973 que considerava a interrupção da gravidez como direito.

Governo

Presidente afirma que segue confiando em ex-ministro investigado pela PF.

Governo

Ingresso no chamado 'clube dos ricos' é caminho natural, avalia o vice-presidente.