Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Fachin critica violência de gênero e defende ‘vacina’ contra misoginia

Ministro assume a presidência do TSE no próximo dia 22 de fevereiro.

STF | Flickr

Às vésperas de assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e comandar as eleições deste ano, o ministro Edson Fachin afirmou, em discurso, que é preciso aumentar a participação de mulheres no cenário político. Ele citou ainda a necessidade de mais mentes e corações democráticos no país.

“Nós todos sabemos que é urgente vacinar o país contra o vírus do autoritarismo, da misoginia e da discriminação. Vacina, sim! Contra o vírus da autocracia. Democracia sempre”, declarou o ministro durante o 1º Encontro Nacional de Magistradas Integrantes de Cortes Eleitorais, realizado virtualmente.

Fachin afirmou estar bastante preocupado com a constatação de violência de gênero durante o pleito de 2020, no Brasil, apontada pela missão de observação da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Para ele, “os números são estarrecedores”. Segundo a missão, três em cada quatro candidatas ao cargo de prefeita em capitais brasileiras sofreram alguma forma de violência em relação ao gênero e 97,7% relataram violências psicológicas.

Durante o encontro, Edson Fachin pediu mudanças na política a partir da maior participação feminina nesse espaço – lembrando o que disse Michelle Bachelet, alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos e ex-presidente do Chile, sobre o tema.

“Quando uma mulher entra na política, muda a mulher, mas quando muitas mulheres entram na política, muda a política. Nada poderia ser mais verdadeiro, pluralidade de ideias, diversificação da agenda política são fundamentais para o alcance da igualdade e para o fortalecimento da democracia”, defendeu.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Corte eleitoral julgou uma consulta feita pelas legendas PT, PCdoB e PV.

Governo

Em caso de 2º turno, postulantes terão limite de até R$ 58 milhões para despesas eleitorais.

Política

Apesar de entrar na mira da CPI da Covid, nenhum dos executivos da Hapvida foi indiciado.

Judiciário

Eleitores poderão comunicar à Justiça Eleitoral a disseminação de fake news.