Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Deputado conservador Hector Olivares é gravemente ferido em tentativa de assassinato na Argentina

O deputado argentino e conservador Hector Olivares (61) foi baleado perto do prédio do parlamento em Buenos Aires, numa tentativa de assassinato. Olivares foi lesionado no tórax e está internado em estado grave, no Hospital Ramos Mejía, disse seu porta-voz no Twitter. Um companheiro do político, Miguel Marcelo Yadón(59), coordenador do Fundo Fiduciário Federal de Transporte Elétrico, também foi atingido no ataque e morreu.

Os perpetradores atacaram os políticos durante uma caminhada matinal, nas redondezas do Congresso Nacional. As autoridades ainda não anunciaram os motivos dos dois atiradores, mas segundo o porta-voz de Olivares, nenhuma ameaça havia sido reportada anteriormente.

Investigadores acreditam que o ataque a Olivares foi um ato premeditado, porque Olivares e Yadón foram baleados à queima-roupa, de um carro que os fechou quando os políticos estavam caminhando e não há indicações de que houve um assalto.

Outro parlamentar, José Cano, disse a um canal de televisão argentino, que parece haver uma tentativa de assassinato. Segundo Cano, as vítimas caminhavam no mesmo lugar todos os dias. Os perpetradores teriam se escondido em um carro.

De acordo com o jornal argentino El Destape, Olivares já foi operado e está na UTI. O deputado recebeu três tiros no tórax. Conforme relato do Hospital Ramos Mejía, os órgãos lesionados foram reconstruídos.

O deputado Hector Olivares é do partido conservador UCR, da cidade de La Rioja. Ele defende a lei contra a reeleição em sua província e é oponente ao direito ao aborto legal. O deputado também preside o Comitê da Província da UCR em sua cidade e é produtor de azeitonas.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Mundo

Bloco de economias emergentes tem hoje Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Economia

Empresas passam a ofertar 8 voos diários entre as cidades a partir de 1º de agosto.

Mundo

No primeiro trimestre deste ano, os preços de alimentos subiram quase 20%.

Mundo

Com taxa de 6,7% em março, Argentina se torna o país com maior alta de preços na América Latina.