Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Deputado Robert Pittenger exorta congresso a investigar Barack Obama

O deputado republicano Robert Pittenger está exortando o congresso dos Estados Unidos a investigar a validade do relatório do Político alegando que a administração do Ex-Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, bloqueou uma investigação importante sobre as operações de tráfico de drogas do Hezbollah.

“Essas revelações são chocantes e enfurecedoras”, disse o congressista da Carolina do Norte a Fox News. “Enquanto os soldados americanos lutaram bravamente contra os terroristas do ISIS, com alguns pagando o preço final, o governo Obama teria protegido os terroristas do Hezbollah que estavam se financiando traficando drogas ilegais”.

O exposto, publicado no domingo, informou que o ex-presidente Barack Obama bloqueou os esforços da Agência de Controle de Drogas dos EUA, a fim de garantir que o Irã assinasse o acordo nuclear de 2015 (assinado em Viena).

Assinatura do controle de programa nuclear do Irã. Barack Obama e Hassan Rohani. Fonte: http://f.i.uol.com.br/folha/mundo/images/1508295.jpeg

A US Drug Enforcement Administration lançou o Projeto Cassandra em 2008 para acompanhar a operação de crime de grande escala do Hezbollah, respaldada pelo Irã, que valia US$ 1 bilhão anualmente.

De acordo com o relatório, o Departamento de Justiça dos EUA recusou-se a apresentar acusações contra os jogadores envolvidos.

“A administração também rejeitou os esforços repetidos dos membros do Projeto Cassandra para cobrar a ala militar do Hezbollah como uma empresa criminosa em curso sob um estatuto de extorsão federal de estilo mafioso, dizem os membros da força-tarefa”, de acordo com o relatório Político.

Além disso, o relatório afirmou que a administração bloqueou o Projeto Cassandra de receber uma série de ferramentas legais que os ajudaram a deter as atividades ilegais de Hezbollah.

O presidente do partido Yesh Atid, Yair Lapid, chegou a dizer, em tom de revolta, que “Obama deve devolver o Prêmio Nobel da Paz” se a história estiver correta. Além de Lapid, outros políticos israelenses pedem para que Obama se pronuncie após a exposição do seu nome. 

Comentários

Doutorando em Engenharia Civil, mestre em Geologia, professor e analista em geoprocessamento. Natural de Recife (PE).

Mundo

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, declarou estado de emergência federal no estado do Kentucky que passou por “uma das piores séries...

Mundo

Mais de 30 nações estão inseridas no protocolo de autorização.

Mundo

Plataforma visa bater de frente com gigantes da tecnologia.

Mundo

Estudantes estão entre as vítimas.