Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

El Salvador se torna 1º país do mundo a adotar bitcoin como moeda oficial

Empresas devem aceitar pagamento digital junto com dólar americano.

Executium | Unsplash

El Salvador se tornou nesta terça-feira (7) o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal, embora tenha sofrido problemas iniciais quando o governo teve que desconectar uma carteira digital para lidar com a demanda.

A mudança significa que as empresas devem aceitar o pagamento digital junto com o dólar americano, que tem sido a moeda oficial de El Salvador desde 2001 e permanecerá em curso no país.

Ainda não está claro se as empresas serão penalizadas se não aceitarem o bitcoin.

O presidente Nayib Bukele, que pressionou pela adoção da criptomoeda, pediu ajuda aos usuários que já haviam baixado o aplicativo apoiado pelo governo, para testar se ele estava funcionando corretamente.

“Você poderia por favor tentar se registrar e postar nos comentários se há algum erro ou se todo o processo funciona bem?”, questionou o mandatário em seu Twitter.

Bukele defende que o uso do bitcoin ajudará os salvadorenhos a economizar 400 milhões de dólares por ano em comissões para remessas, ao mesmo tempo que dará acesso a serviços financeiros para quem não tem conta bancária.

No entanto, os mais pobres podem ter dificuldade em acessar a tecnologia necessária para fazer o bitcoin funcionar em El Salvador, onde quase metade da população não tem internet e outros têm acesso esporádico.

Analistas dizem que a mudança pode alimentar a lavagem de dinheiro e a instabilidade financeira. Isso já turvou as perspectivas de mais de 1 bilhão de dólares em financiamento que o país está buscando do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Analistas preveem IPCA em 5,15%, acima do teto da meta, de 5%.

Economia

Foram mais de R$ 492 milhões em créditos, um aumento de 17% em relação a 2020.

Economia

Apesar de positivos, resultados ainda não voltaram ao patamar de 2019.

Mundo

Mineradores colocavam em risco transporte ferroviário, dizem autoridades ucranianas.