Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

México propõe integração na América Latina semelhante à União Europeia

Sem participação brasileira, evento reuniu líderes esquerdistas para discutir ‘cooperação regional’.

Gobierno Jalisco | Flickr

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, propôs neste sábado (18) a criação de um “processo de integração econômica” na América Latina nos moldes do modelo adotado pela União Europeia.

A declaração foi proferida durante a abertura da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

O encontro aconteceu na Cidade do México e reuniu pelo menos 12 chefes de Estado, a maioria de esquerda. O evento é mais uma tentativa da diplomacia mexicana para construir alternativas à Organização dos Estados Americanos (OEA).

“Estou convencido de que este objetivo ideal pode ser alcançado se refletirmos e concordarmos em três questões fundamentais: a não intervenção e autodeterminação dos povos; cooperação para o desenvolvimento; e ajuda mútua para combater as desigualdades e a discriminação”, afirmou o mexicano.

“Ou seja, construir no continente americano algo semelhante ao que foi a comunidade econômica que deu origem à atual União Europeia”, acrescentou.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro não esteve na reunião, da mesma forma que Iván Duque, da Colômbia, e Sebastián Piñera, do Chile.

O Brasil deixou a Celac em janeiro de 2020. Na ocasião, o então ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, justificou a saída da cúpula alegando que “a Celac não vinha tendo resultados na defesa da democracia ou em qualquer área”.

Alberto Fernández, da Argentina, cancelou sua participação devido ao conflito político interno após a derrota nas eleições regionais, mas mandou um representante.

O ditador chinês, Xi Jinping, encaminhou mensagem em vídeo para o grupo, afirmando que a relação entre o país comunista e a América Latina e Caribe ingressou em uma “nova era”. Xi também elogiou “os esforços da Celac em coordenar os países da região”.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Segundo organizadores, “fronteiras abertas alimentam a epidemia da escravidão moderna”.

Mundo

Exceção se aplica para viajantes que forem ao país por motivos considerados essenciais.

Mundo

Iniciativa visa contrapor organizações de esquerda como 'Grupo de Puebla' e 'Foro de São Paulo'.

Mundo

Penalizar interrupção da gravidez será considerado inconstitucional; estados precisam regulamentar a questão.