Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

PIB da Venezuela despencou mais de 80% na era Maduro

Estima-se que 96% da população venezuelana vive abaixo da linha da pobreza.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que até 2021 a economia venezuelana terá uma contração de 10%. O órgão calcula que desde 2013, quando o ditador socialista Nicolás Maduro assumiu o poder, o PIB do país caiu 83,5%.

A destruição da indústria de petróleo venezuelano é um dos principais pontos do colapso. Antes, esse setor era o principal motor da economia.

O ano de 2020 significou uma queda de 30% para o PIB da Venezuela.

Embora o resto do mundo deva se recuperar neste ano, a Venezuela será um dos poucos países que permanecerá no vermelho, ao lado de Myanmar (-8,9%), Butão (-1,9%) e Bielorrússia (-0,4%). Em outras palavras, será a nação que apresentará o maior colapso em 2021.

Além disso, a tendência de recuo pode ser mantida em 2022, segundo dados do FMI.

O comportamento negativo, é claro, também resulta em piores condições para as pessoas. Um dos indicadores nesse sentido é o PIB per capita, que ao final de 2021 seria de apenas US $ 1.542, muito inferior aos US $ 10.568 que o país alcançou em 2015.

De acordo com um relatório da Universidade Católica Andrés Bello (Ucab), na Venezuela, apresentado em julho de 2020, 64,8% das famílias venezuelanas apresentavam pobreza multidimensional. Ao mesmo tempo, com base na renda, estima-se que 96% da população estava abaixo dessa linha. Esses números são semelhantes aos da Nigéria ou do Chade.

Ainda segundo o documento da Ucab, os venezuelanos tinham uma renda média diária de US $ 0,72, o que é bem abaixo da linhas de pobreza do Banco Mundial de US $ 5,50 e US $ 3,20.

Com informações, Portafolio

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.

Governo

Com apoio russo, ditador socialista realiza mobilização de um grande exercício militar na região.

Mundo

Alex Saab estava detido em Cabo Verde desde o ano passado por acusações de lavagem de dinheiro.

Mundo

Empreiteira brasileira obteve vantagens por meio de contratos no país socialista.