Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Risco-país da Argentina vai a recorde de 2.654 pontos-base

Buenos Aires vive crescente desconfiança na economia doméstica e crises institucionais.

CEPAL ONU | Flickr

A economia da Argentina vai de mal a pior. O nível do risco-país subiu e registrou recorde intradiário de 2.654 pontos-base nesta quarta (6) em razão da crescente desconfiança sobre a economia doméstica e das consequências de tensões políticas dentro da coalizão que está no poder.

Compilado pelo banco JPMorgan, esse indicador já havia atingido um pico de 2.593 pontos-base na terça (5), quando os preços dos títulos soberanos tiveram queda de 3,6% devido a alterações na equipe econômica do governo do peronista Alberto Fernández.

Silvina Batakis entrou no lugar de Martín Guzmán no Ministério da Economia argentino no último domingo (3), depois que ele renunciou ao cargo.

A movimentação aprofundou ainda mais o temor do mercado financeiro, que já está sendo assolado pela fraqueza do peso e a diferença entre a taxa de câmbio oficial — fortemente controlada pelo governo — e a informal perto de 100%.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Em junho, o banco central do país elevou a taxa básica pela 6ª vez neste ano, para 52%.

Mundo

País sul-americano dialogou com o governo chinês durante reunião do G20 na Indonésia.

Mundo

Bloco de economias emergentes tem hoje Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Economia

Empresas passam a ofertar 8 voos diários entre as cidades a partir de 1º de agosto.

----- CLEVER ADS -----