Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Suécia: Menina de 13 anos é estuprada brutalmente por imigrantes da Eritreia

Na Suécia, quatro imigrantes da Eritreia foram acusados de estupro grave de uma menina sueca de 13 anos, em um banheiro no condado de Örebro, informou a emissora sueca SVT.

Em junho deste ano, cinco imigrantes, com idades entre 20 e 25 anos, foram presos pelo estupro da criança. Dos cinco, quatro estão sendo processados pelo crime no Tribunal Distrital de Örebro.

Segundo a STV, os imigrantes se revezaram para estuprar a criança, depois de forçá-la a entrar em um banheiro na cidade de Hallsberg. Um deles filmou todo o ataque e além da acusação de estupro grave, ele é acusado de fotografia abusiva e pornografia infantil. Ele também é acusado de outro estupro de outra menina que ocorreu no mesmo dia.

A acusação afirma que os homens cometeram o crime intencionalmente e que a menina não participou voluntariamente.

De acordo com informações do indiciamento, a relação foi precedida por violência que consistia em pelo menos dois dos acusados agarrando o pescoço e o ombro da menina, batendo sua cabeça em uma parede e empurrando-a para um banheiro. Todos os acusados tiveram relações sexuais com a criança.

A vítima, uma sueca nativa, sofreu uma série de lesões, incluindo sangramento interno, mão ensanguentada e hematomas no ombro, braço, mãos e joelhos.

O Voice of Europe informou que os promotores solicitaram que, se condenados, todos os quatro réus sejam deportados de volta para a Eritreia e sejam proibidos de entrar na Suécia por 15 anos após cumprirem suas sentenças.

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Mundo

Novas medidas restritivas estão previstas para entrar em vigor a partir de dezembro.

Mundo

Evangelista diz estar animado para educar outras pessoas. Ele promete expor redes bancárias que fazem parcerias pró-aborto.

Exclusivo

“Ser livre é o que me permite lutar por aqueles que não são”, diz a ativista conservadora.

Mundo

Houve declínio global de 5% nos últimos 5 anos.