Conecte-se conosco

Política

Bolsonaro lamenta morte de Paulo Gustavo: “Que Deus o receba com alegria”

Após mais de um mês internado com Covid-19, o ator não resistiu e faleceu.

Publicado

em

Reprodução | Instagram

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou nesta quarta-feira (5) sobre a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19.

O artista foi internado no dia 13 de março de 2021 e entubado duas semanas depois.

Diante da piora, iniciou um tratamento com ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorporal), aparelho que funciona como um pulmão artificial.

Ao longo da intervenção médica, ele chegou a apresentar sinais de melhoras, mas no dia 3 de maio, sofreu uma embolia pulmonar. Na noite desta terça-feira (4), a morte dele foi confirmada.

Em nota, o presidente da República lamentou:

“Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid”, disse o mandatário.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.