Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Datena diz ter sido atacado por ‘radicais’ e desiste de candidatura ao Senado

Jornalista agradeceu o apoio de Jair Bolsonaro e disse que vai seguir fora da política.

Neila Rocha| MCTI

O apresentador José Luiz Datena (PSC) anunciou nesta quinta-feira (30) que não vai mais concorrer nas eleições de outubro deste ano. Ele era pré-candidato ao Senado por São Paulo e liderava as pesquisas com cerca de 20% das intenções de voto.

Durante a exibição do programa ‘Brasil Urgente’, da Band, o jornalista disse que refletiu e escolheu seguir fora da política partidária, mas agradeceu às manifestações de carinho.

Rejeitado por boa parte do eleitorado conversador, o comunicador tinha obtido apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do pré-candidato ao governo paulista Tarcísio de Freitas (Republicanos).

— Em primeiro lugar queria deixar a minha palavra de carinho para com o presidente da República, que hoje de manhã deu uma declaração que tinha me escolhido como candidato por São Paulo. E foi isso mesmo que foi acordado, mas eu pensei bem e resolvi seguir o meu caminho. Obrigado a ele por ter confirmado o acordo que aconteceu, não foi por parte dele que não deu certo. Quando considerei me candidatar ao Senado, a outros cargos nestas eleições, em outras anteriores, eu mantive um mesmo aliado preferencial que me acompanha e que também é acompanhado por mim desde o início da minha carreira — declarou.

Ao anunciar sua desistência do jogo eleitoral, o apresentador disse que foi influenciado por ‘ataques’ de ‘grupos radicais’, e garantiu ser favorável ao Estado de Direito.

— Eu estarei sempre com o meu público, disso eu não tenho dúvida. Eu desejo felicidades nesta campanha aos meus quase correligionários. Ignoro, claro, certos grupos radicais que me hostilizaram e hostilizam, que pesaram muito nessa decisão, e sigo com a minha bandeira e os meus princípios, sempre em defesa da democracia, é claro, e da Constituição brasileira — finalizou Datena.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Ex-governador deve decidir até sexta (22) se disputará algum cargo nas eleições deste ano.

Política

Para Ana Lúcia Todeschini Martinez, símbolo nacional deve deixar de ser exibido para não configurar campanha irregular.

Política

Fala foi emitida durante ajuntamento cristão no Rio de Janeiro.

Judiciário

Tribunal entra em recesso e retoma julgamentos normais em agosto.

----- CLEVER ADS -----