Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Filha de Jefferson critica divulgação de vídeo do pai contra Moraes

Presidente do PTB continua preso em Bangu 8.

Zeca Ribeiro | Agência Câmara

A ex-deputada Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, teceu críticas ao vídeo em que o pai faz críticas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Nesta segunda-feira (18), conforme registrou o Conexão Política, Moraes cobrou explicações do governo do Rio de Janeiro e do Hospital Samaritano Barra por um vídeo em que Jefferson divulgou na semana passada.

“Oro em desfavor do Xandão”, disse o presidente do PTB, segurando uma Bíblia. O termo é usado para fazer menção ao magistrado.

Segundo o portal Metrópoles, Cristiane não demonstrou insatisfação com o ocorrido.

“Fico muito chateada que pessoas próximas ao meu pai tenham concordado em divulgar esse tipo de vídeo. Deviam estar cuidando da defesa dele, em vez de fazer com que ele continue preso. Elas têm interesse em mantê-lo preso”, teria dito a filha de Jefferson.

Na visão dela, o pai tem se comportado de maneira inadequada.

“O cristão verdadeiro vive os ensinamentos de Cristo, que são perdão e amor ao próximo. O cristão tem de, inclusive, rezar por seus inimigos. Sinto tristeza”, acrescentou.

Roberto Jefferson esteve internado no Hospital Samaritano Barra, na zona oeste do Rio de Janeiro, e permaneceu na rede hospitalar por mais de um mês.

Após receber alta, o ex-parlamentar retornou ao presídio Bangu 8, onde está detido desde agosto. Ele é alvo do inquérito que investiga supostas milícias digitais.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Ex-parlamentar queixou-se de dores na lombar, segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária.

Judiciário

“Eu oro em desfavor do Xandão. Esmague a tirania, Pai”, disse na gravação o político, que cumpre prisão no RJ.

Judiciário

Defesa do político pede prisão domiciliar.

Judiciário

Presidente nacional do PTB precisou deixar a prisão para atendimento médico.