Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

‘Liderança de Amoêdo é uma vergonha’, afirma Ricardo Salles sobre Partido Novo

Declaração foi proferida durante palestra no evento ‘CPAC Brasil’, em Brasília.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante o lançamento do programa Adote um Parque, no Palácio do Planalto.

O ex-ministro Ricardo Salles teceu críticas à liderança do Partido Novo nesta sexta-feira (3).

A declaração foi proferida durante palestra no evento ‘CPAC Brasil’, que acontece neste momento em Brasília e reúne diversos conservadores.

Ao mencionar o período em que esteve filiado ao Novo, Salles classificou como “vergonha” a gestão de João Amoêdo, fundador da legenda.

“Em 2006 eu nem sabia o que era política. Em 2010 fui candidato de novo, e o lema era ‘Chega de PT’. O Lula estava tentando eleger a Dilma, e aí nós fizemos uma campanha e fui acomodando minha atividade de advogado com a vida pública, fui secretário em São Paulo, depois candidato a deputado federal pelo Novo, lamento ter sido pelo Novo, deveria ter sido pelo Bolsonaro, embora tenha alguns deputados e colegas do Novo muito bons, mas a liderança do Amoêdo é uma vergonha”, declarou, sendo aplaudido pelo público presente na solenidade.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Saúde

No país, 85% da matriz de eletricidade são renováveis.

Política

Christian Lohbauer critica comportamento da direção e insistência na defesa do impeachment de Bolsonaro.

Congresso

Ativista internacional foi convidada por parlamentares de esquerda para discursar no Congresso.

Congresso

Ativista climática participará de colegiado presidido por senador do PT.