Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

‘Liderança de Amoêdo é uma vergonha’, afirma Ricardo Salles sobre Partido Novo

Declaração foi proferida durante palestra no evento ‘CPAC Brasil’, em Brasília.

Marcelo Camargo | Agência Brasil

O ex-ministro Ricardo Salles teceu críticas à liderança do Partido Novo nesta sexta-feira (3).

A declaração foi proferida durante palestra no evento ‘CPAC Brasil’, que acontece neste momento em Brasília e reúne diversos conservadores.

Ao mencionar o período em que esteve filiado ao Novo, Salles classificou como “vergonha” a gestão de João Amoêdo, fundador da legenda.

“Em 2006 eu nem sabia o que era política. Em 2010 fui candidato de novo, e o lema era ‘Chega de PT’. O Lula estava tentando eleger a Dilma, e aí nós fizemos uma campanha e fui acomodando minha atividade de advogado com a vida pública, fui secretário em São Paulo, depois candidato a deputado federal pelo Novo, lamento ter sido pelo Novo, deveria ter sido pelo Bolsonaro, embora tenha alguns deputados e colegas do Novo muito bons, mas a liderança do Amoêdo é uma vergonha”, declarou, sendo aplaudido pelo público presente na solenidade.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

No encontro, foram discutidas alterações em projetos que tratam da questão ambiental.

Política

Ex-ministro recebeu ‘total aval’ do presidente da República.

Judiciário

Congressistas querem verba eleitoral em R$ 5,7 bi, mas sigla aponta inconstitucionalidade.

Política

Ex-ministro, que aguarda a filiação do presidente, disputaria pelo estado de São Paulo.