Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Luciano Huck critica governo de Jair Bolsonaro: ‘último capítulo do que não deu certo’

O apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, criticou o presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quarta-feira (14), durante uma palestra realizada num Centro de Convenções em Vila Velha, no Espírito Santo, para cerca de 300 jovens.

“Com todo respeito a esse governo, que foi eleito de forma democrática, não acredito que ele é o primeiro capítulo da renovação, mas o último capítulo do que não deu certo”, afirmou o Huck.

Com um discurso direcionado aos jovens que ainda se iludem com as pautas da esquerda-caviar, o posicionamento do apresentador da Globo durante o evento é um forte indício de pré-campanha antecipada para o pleito presidencial de 2022.

“Não dá para falar de meritocracia enquanto a escola do rico não for a escola do pobre. A prioridade um é educação, e a dois e a três também”, diz.

“Pessoas passam fome neste país, e tem gente que ainda diz que não se passa fome no Brasil. Não está vendo? O Brasil tem 7 milhões de pessoas vivendo com R$ 2 por dia. É justo? Não é”, afirma.

Em seguida, Huck lembra que no seu trajeto para os estúdios da Rede Globo, no Rio, “não dá pra achar tranquilo a horda de meninos no semáforo”, fora da escola.

“Lógico que a gente tem culpa. Fazemos parte do 1% que sempre foi acusado de não prestar atenção na desigualdade. Esse paí vai implodir! São 37 milhões morando em favelas. Não dá para achar que é paisagem”, disse.

O evento também contou com a presença do empresário Eduardo Mufarej, fundador do RenovaBR, e a fundadora do Movimento Vila Nova, Tayana Dantas, filha do dono da maior universidade privada do Espírito Santo e filiada ao Cidadania, Tayana se movimento para concorrer à prefeitura em 2020.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Últimas

Governo Federal também deve liberar crédito extra para duas pastas

Últimas

Bolsonaro respondeu carta divulgada por Antonio Barra Torres

Últimas

Desconto maior de 92% da dívida valerá para 548 mil contratos

Governo

Os contratos foram estendidos até 2040