Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Marcos Valério delata eventual relação do PT com o PCC

Em delação, ele aponta suposta relação entre petistas e o Primeiro Comando da Capital.

Reprodução | Youtube

Marcos Valério Fernandes de Souza, conhecido como Marcos Valério, afirma que ouviu do então secretário-geral do Partido dos Trabalhadores, Sílvio Pereira, detalhes sobre o que seria a relação entre petistas e o Primeiro Comando da Capital (PCC), a maior e mais atuante facção criminosa do país.

As informações são da revista VEJA, em reportagem veiculada nesta sexta-feira (1°), com trechos de depoimentos cedidos à Polícia Federal.

Valério, que atuou como operador de pagamentos a parlamentares em troca de apoio no Congresso Nacional ao então recém-eleito governo Lula, volta ao centro de mais uma série de acusações envolvendo o PT e nomes ligados à sigla.

O depoimento em questão foi homologado por Celso de Mello, quando ele ainda integrava o Supremo Tribunal Federal (STF). Mello se aposentou em outubro de 2020, após 31 anos na Corte.

Agora, em um de seus mais emblemáticos depoimentos, Valério diz que Ronan Maria Pinto —empresário do ramo dos transportes— chantageava o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para não divulgar o que supostamente seria um grande escândalo contra a legenda.

Trata-se, segundo ele, de informações precisas em torno do esquema de uma arrecadação ilegal de recursos para financiar políticos petistas. O delator destaca que soube da eventual chantagem contra Lula após conversar Pereira.

De acordo com Valério, o então secretário-geral petista o informou que Ronan realizava ameaças, dizendo que poderia revelar que o PT recebia clandestinamente dinheiro de empresas ônibus, de operadores de transporte pirata e de bingos e que, nesta última menção, os repasses financeiros ao partido seriam uma maneira de ‘lavar’ recursos do crime organizado. De modo incisivo, o delator explica a quem se referia ao apontar, genericamente, crime organizado: o PCC.

Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Política

Declaração tem repercutido nas redes sociais.

Política

Confirmação ocorreu durante convenção do partido em São Paulo.

Judiciário

Ministro atendeu pedido do PT e sustenta que a 'insensata' disseminação de fake news compromete processo eleitoral.

Política

Oposição programa ações para tentar conter ataques políticos.

----- CLEVER ADS -----