Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Prefeitura de SP demite três servidores que se recusaram a tomar vacina

Administração municipal cruzará dados entre a folha de funcionários e o registro de doses.

Francisco Aragão | Flickr

A prefeitura de São Paulo demitiu três funcionários comissionados que se recusaram a tomar vacina contra a Covid-19.

De acordo com o órgão, será feito um levantamento sobre o esquema vacinal com base no cruzamento de dados entre a folha de servidores e o registro das doses aplicadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Desde agosto um decreto municipal exige que todos os funcionários de autarquias, fundações e da administração devem receber a substância.

Inclusive, para ingressar na sede do Executivo, tem sido necessária a apresentação da carteira de vacinação.

“A comprovação da vacina é uma medida que tem como objetivo garantir a segurança dos funcionários e da população imunizada”, declarou, em nota, a gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB).

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Saúde

Nova versão feita pela Moderna consiste em uma dose de reforço bivalente.

Política

Capital fluminense aplicou a substância em pouco mais da metade do público infantil.

Judiciário

Mãe da aluna alegou que a obrigatoriedade representaria cerceamento de diversos direitos.

Últimas

A decisão foi unânime dos cinco diretores da Anvisa.

----- CLEVER ADS -----