Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Prévias do PSDB: partido escolhe candidato à Presidência da República neste domingo

Eleições internas recentes entre tucanos findaram em brigas e baixas na legenda.

José Cruz | Agência Brasil

Conflitos internos, desgaste e rachas. As prévias do PSDB ocorrem neste domingo (21) para definir quem será o candidato partido que disputará a eleição para Presidência da República em 2022.

Até aqui, três nomes se consolidaram: os governadores de São Paulo e do Rio Grande do Sul, João Doria e Eduardo Leite, respectivamente — e do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

Cercadas de polêmicas, as prévias ficaram marcadas por declarações turbulentas entre políticos que compõem a sigla, mas que não estão disputando vaga no reduto tucano ao Palácio, a exemplo de nomes como Aécio Neves e Geraldo Alckmin.

Acusações

No final de outubro, grupo formado por quatro diretórios estaduais (BA, CE, MG e RS) acusou o PSDB-SP de fraudar a filiação de 92 prefeitos e vices paulistas para que pudessem votar nas prévias.

De acordo com o dossiê, as filiações ocorreram após o prazo estabelecido. Eduardo Leite, inclusive, falou em acionar a Justiça caso as fraudes fossem comprovadas.

João Doria, que não recebeu menções diretas, não gostou das acusações, chegando a subir o tom sobre o assunto.

Desde então, o clima de desentendimento só aumentou nas últimas semanas. Agora, próximo da definição do nome que deve entrar no páreo de 2022, o PSDB já busca emplacar uma imagem de ‘paz e amor’ entre os principais nomes que compõem a legenda.

O foco, a partir de agora, é costurar a chamada ‘terceira via’, na tentativa de convencer o eleitor de que o eixo tucano é, apesar dos alinhamentos com o PT, o grupo político é capaz de derrotar o petismo.

A legenda intensificará também, de modo estratégico, a narrativas de que o PSDB é a resposta de quem não quer a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Hora do voto

No evento deste domingo, os 44,7 mil filiados cadastrados deverão votar via aplicativo, cujas funções foram desenvolvidas para atender as prévias. A votação ficará aberta das 8h às 15h.

A expectativa do partido é veicular o resultado por volta das 17h. Se nenhum candidato alcançar maioria absoluta, um segundo turno está agendado para ocorrer em 28 de novembro.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Governador paulista superou Eduardo Leite e Arthur Virgílio Neto após disputa marcada por falhas no aplicativo de votação.

Política

Cenário eleitoral dentro da sigla ainda é incerto.

Política

Arthur Virgílio, Eduardo Leite e João Doria disputam a preferência do reduto tucano.

Política

Deputada conversava com tucanos havia 2 meses; ela deixou o PSL em junho.