Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Saúde

Vacina não causou parada cardíaca em criança, conclui governo de SP

Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica, não há relação entre a substância e o quadro clínico.

Governo de SP | Flickr

O governo de São Paulo informou na tarde desta quinta-feira (20) que o Centro de Vigilância Epidemiológica concluiu não haver relação entre a vacinação contra a covid-19 e a parada cardíaca que sofreu uma criança de 10 anos após ser imunizada na cidade de Lençóis Paulista (SP).

De acordo com o governo de João Doria (PSDB), a análise realizada por mais de dez especialistas apontou que a criança tem uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico.

A Secretaria de Estado da Saúde, em nota, reforçou a importância da vacinação e reafirmou que todas as substâncias aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são seguras e eficazes.

Na quarta (19), a prefeitura de Lençóis Paulista divulgou um comunicado informando que havia suspendido por sete dias a aplicação infantil em razão de a criança de dez anos ter sofrido uma parada cardíaca 12 horas após ser inoculada na cidade. Segundo a família, a vítima foi reanimada, está estável e consciente.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Capital fluminense aplicou a substância em pouco mais da metade do público infantil.

Judiciário

Mãe da aluna alegou que a obrigatoriedade representaria cerceamento de diversos direitos.

Últimas

A decisão foi unânime dos cinco diretores da Anvisa.

Mundo

Decisão foi tomada pelo republicano em seu primeiro dia de mandato.