Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Abreu e Lima: cidade pernambucana vai sediar Escola de Sargentos do Exército

Centro de formação terá investimento de R$ 1,4 bilhão.

Exército Brasileiro | Flickr

O Comando do Exército Brasileiro bateu o martelo e escolheu a cidade de Abreu Lima, Região Metropolitana do Recife (RMR), para sediar a nova Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira.

O município de 100 mil habitantes venceu a disputa com Ponta Grossa (PR) e Santa Maria (RS) e vai receber o centro de formação, que receberá investimento de R$ 1,4 bilhão.

Em caráter oficial, o governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), recebeu a confirmação pelo general Paulo Sérgio Nogueira, comandante do Exército, na noite desta quinta-feira (21).

O projeto prevê a concentração de cerca de 10 mil pessoas, entre alunos, professores, pessoal de apoio e familiares, além de receber o comprometimento do governo estadual em arcar com mais de R$ 300 milhões em obras no setor de mobilidade, transporte público, além de expandir questões envolvendo infraestrutura hídrica e viária em toda extensão de onde será construída a instituição.

A escola será montada em terreno de 150 hectares do projeto da Cidade da Copa, em área região fronteiriça com os municípios de Abreu e Lima, Araçoiaba, Camaragibe, Recife e São Lourenço da Mata.

“Quero agradecer ao comandante Paulo Sérgio Nogueira e ao seu Estado Maior pelo profissionalismo de todo o processo, assim como o empenho de todo o nosso time e da bancada pernambucana no Congresso Nacional, que muito contribuiu para mais essa vitória”, destacou o governador.

Por meio de um ofício, o general Paulo Sérgio Nogueira parabenizou o estado de Pernambuco.

“Parabenizo o Estado de Pernambuco pelo empenho em oferecer as melhores condições para a nova Escola e pelo resultado alcançado. O Exército Brasileiro também confraterniza com o povo pernambuco e, por extensão, com a população nordestina”, registrou.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, acenou em sinal de comemoração, além de destacar que todas as definições passaram por discussões técnicas.

“Os critérios foram os técnicos, bem como aqueles que melhor atendessem os interesses da Força e a formação dos mesmos”, destacou o chefe do Executivo, frisando que a análise durou cerca de “dois anos de exaustivos estudos feitos pelo Comando do Exército Brasileiro”.

O Conexão Política entrou em contato com o prefeito de Abreu e Lima, Flávio Gadelha, que ainda não havia comentado sobre o assunto até o fechamento desta matéria. O texto será atualizado em caso de deliberação oficial.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Últimas

Neste domingo (19/11), a pedagoga Iva Laíz Almeida Alcântara, aos 34 anos, foi assassinada durante uma tentativa de assalto. Ela estava com o esposo...