Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Aos gritos de ‘precisamos trabalhar’, motoristas promovem carreata em várias cidades do Brasil

Manifestantes promoveram carreatas a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra medidas autoritárias que estão sendo tomadas por prefeitos e governadores.

O ato foi organizado através das redes sociais e registrou, neste domingo (14), ocorrências em 15 capitais, além de outras cidades ao redor do país.

Contrário ao endurecimento das ações restritivas, Bolsonaro tem defendido o retorno das atividades econômicas, sob condição de medidas cautelares, mas sem uma paralisação completa ou parcial.

Desde o início de março de 2020, período em que foi registrado os primeiros casos de Covid-19 no Brasil, o chefe do Executivo tem dito que não adianta pensar apenas no isolamento, mas que é preciso inserir a população fora do risco num modelo de continuação das atividades econômicas, enquanto aqueles que estão dentro do fator de risco sejam restringidos para isolamento.

Recife

No Recife, em concordância com a posição do governo federal, comerciantes e empresários organizaram um ato contra o fechamento econômico no estado de Pernambuco. A quantidade expressiva de veículos resultou num congestionamento quilométrico.

Com muito ‘buzinaço’, grande parte dos carros estavam enfeitados com a bandeira do Brasil, além de faixas e bonecos infláveis. Entre os cartazes, diversas expressões exigindo o retorno imediato da economia.

“Não vamos morrer de fome”, dizia um cartaz.

Durante o percurso, que teve início em frente à Padaria Boa Viagem, os manifestantes pediam ‘Fora, Paulo Câmara’, em menção ao governador do estado, do PSB.

“Paulo ditador! Paulo ditador!”, gritavam.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que acompanhou, desde o início, a manifestação na capital pernambucana.

Brasília

Insatisfeitos com as recentes decisões do governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), manifestantes se mobilizaram com apitos, bandeiras verde e amarelo, cartazes e faixas. Em carreata, civis de diferentes setores produtivos pediam o fim do decreto que segue afetando vários setores econômicos.

Concentrados na via S1, o grupo deu a volta no Congresso Nacional, e seguiu pela via N1.

Diversos cartazes diziam: “Governador, pelo amor de Deus! O comércio sangra”.

“Fora, Ibaneis! Queremos trabalhar!”, gritava a multidão.

Bahia

Em Salvador, uma multidão se reuniu  na manhã deste domingo (14) contra as novas restrições impostas pelo prefeito Bruno Reis (MDB-BA) e pelo governador Rui Costa (PT-BA).

Referente ao decreto estadual, as medidas impostas sob a justificativa de conter o surto da Covid-19, incluindo o ‘toque de recolher ‘, permanecerão em vigor até o dia 22 de março.

Aos gritos de “o povo vai morrer de forme” e “não às novas restrições”, milhares de soteropolitanos participaram de uma grande carreata na orla da capital baiana.

De acordo com organizadores, a concentração ocorreu em torno do Aeroclube e prosseguiu em direção ao bairro da Ondina, reunindo mais de 2 mil veículos.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.

Mundo

A medida vale também para turistas que visitam o país.