Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Coluna

Até a Folha de São Paulo desmentiu o presidente da França

Macron publicou uma imagem de 2003 para falar sobre as queimadas na Amazônia brasileira.

Macron publicou uma imagem de 2003 para falar sobre as queimadas na Amazônia brasileira.

Nesta quinta-feira (22), o presidente Emmanuel Macron publicou uma imagem de 2003 para falar sobre as queimadas na Amazônia brasileira.

Até a Folha de São Paulo produziu uma matéria desmentindo o francês.

O mandatário publicou uma foto feita Loren McIntyre, da revista National Geographic, que inclusive morreu há mais de 16 anos.

O analisa político Alexandre Borges, em seu Twitter, comentou o caso.

“Ser desmentido pela Folha num ataque falso ao governo. Olha, seu Macron, isso não é pra qualquer um não hahaha”, escreveu.

Outras celebridades também fizeram o mesmo.

Cristiano Ronaldo, por exemplo, publicou uma foto de 2013 para pedir “orações” à floresta brasileira.

Ressalta-se que absolutamente ninguém está negando o fato das queimadas estarem acontecendo – até porque, nesta região do ano, por conta da seca, os índices aumentam naturalmente, como sempre aconteceram nas últimas décadas.

O que se questiona, na verdade, é o tamanho de seu impacto.

A própria NASA – agência espacial americana – emitiu declaração afirmando que os incêndios na região da bacia amazônica neste ano “esteve próxima da média em comparação com os últimos 15 anos”.

Afinal, a quem interessa essa campanha de desinformação?

Leia também:

INPE e NASA desmentem fake news sobre suposto aumento de queimadas.

Bolsonaro rebate Macron e diz que visão do francês ‘evoca mentalidade colonista descabida no século XXI.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Governo

Presidente afirma que segue confiando em ex-ministro investigado pela PF.

Judiciário

PGR foi a Tabatinga, onde participou de reuniões sobre o caso Bruno Pereira e Dom Phillips.

Governo

Presidente defende investigação sobre diretoria e conselho da empresa estatal.

----- CLEVER ADS -----