Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Brasil Paralelo lança novo documentário e expõe interesses dos poderosos em ‘Os Donos da Verdade’

Afinal, quem são os responsáveis por dizer o que é fake news?

BRASIL PARALELO OS DONOS DA VERDADE

A produtora Brasil Paralelo lançou, na noite desta segunda-feira (17), um documentário intitulado “Os Donos da Verdade”.

Durante quase 2 horas, a obra cita, dentre outras coisas, o advento da informação em massa através das mídias sociais e aborda um termo que tem sido muito difundido, em sua maioria por políticos e jornalistas: fake news.

No longa-metragem, a produtora destrincha o condão arbitrário de decretar a veracidade ou não de uma informação, atualmente concentrado nas mãos de um grupo de poder.

Para enriquecer o debate, a série buscou trazer os comentários de diversos especialistas, que traçam inúmeros paralelos históricos e políticos. O filme expõe o quanto essa prática é totalmente nociva à liberdade de expressão e pluralidade política-ideológica.

O conteúdo surge num momento crítico que o Brasil vem passando. Diariamente pessoas estão sofrendo restrições em suas redes sociais por não pensarem de acordo com determinado segmento.

No documentário, a Brasil Paralelo demonstra como toda essa centralização de poder gera um ambiente propício à corrupção, manipulação e injustiça.

Assista gratuitamente clicando no link abaixo

Ou digite ‘Brasil Paralelo Os Donos da Verdade’ no YouTube.

 

 

Comentários

Conexão Política é um veículo digital inteiramente comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | contato@conexaopolitica.com.br

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Mundo

Regime comunista diz que games devem promover “valores corretos” a serviço do PCC.

Mundo

País comunista quer reforçar a supervisão do Estado a sites de notícias e plataformas online.

Judiciário

Rede sociais se manifestaram no inquérito sigiloso que apura supostos atos antidemocráticos.