Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Brasil é o quinto país mais buscado por refugiados venezuelanos

Imigrantes percorrem milhares de quilômetros para fugir do regime bolivariano.

Cb Feitosa | FAB

Entre olhares desconfiados e cansados, crianças brincando e malas que se amontoam, filas se formam nas tendas da Operação Acolhida, com centenas de venezuelanos que ainda buscam no Brasil um local para recomeçar a vida.

Na fronteira entre Santa Elena de Uairén e Pacaraima (RR), cerca de 750 pessoas por dia, em média, atravessam para o lado tupiniquim, carregando o que coube em malas e trazendo também expectativas: de encontrar parentes e amigos que já estão no país, de conseguir emprego e de uma nova vida.

Nas tendas da Operação Acolhida, criada em 2018, os atendimentos não param. Há guichês para pedidos de residência e refúgio, para emissão de documentos, como CPF e cartão SUS, para cadastro no sistema de emprego. Uma força-tarefa atua nesse primeiro contato do migrante com o Brasil para facilitar a entrada e interiorização dos venezuelanos.

O país é o 5º destino mais procurado por esses migrantes para viver. De janeiro de 2017 a março de 2022, o Brasil recebeu 325.763 venezuelanos que permaneceram aqui.

Em primeiro lugar está a Colômbia, com 1.842.390 refugiados; seguida pelo Peru, com 1.286.464. Equador (513.903) e Chile (448.138) ocupam a terceira e quarta posição, respectivamente. Os dados são da plataforma R4V, que reúne informações do sistema das Nações Unidas e do governo brasileiro.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Governo

Ingresso no chamado 'clube dos ricos' é caminho natural, avalia o vice-presidente.

Mundo

Bulgária, Croácia, Peru e Romênia também avançaram na adesão à entidade.

Política

Iniciativa tem por objetivo facilitar o comércio e investimento