Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Em janeiro, prefeito de Wuhan ofereceu renúncia após assumir ter omitido informações sobre coronavírus

Li Wenliang, médico especialista na área de oftalmologia, foi o primeiro a identificar a existência do surto do novo coronavírus e alertar as autoridades.

Conforme noticiado pelo Conexão Política em 27 de janeiro de 2020, o prefeito da cidade de Wuhan, epicentro da epidemia do coronavírus na China, assumiu parte da responsabilidade pela propagação da doença e ofereceu renúncia do cargo.

Em entrevista à televisão estatal chinesa, Zhou Xianwang afirmou que a resposta de sua administração ao surto “não foi boa o suficiente”.

O prefeito também admitiu que a divulgação de informações pelas autoridades da cidade foi “insatisfatória”.

Zhou ainda assegurou que pelo menos 5 milhões de pessoas deixaram a cidade antes de o governo decretar o isolamento, o que certamente pode ter contribuído para uma disseminação maior do vírus pelo país.

Ma Guoqiang, secretário do Partido Comunista da China em Wuhan, também ofereceu o seu cargo.

“Nossos nomes viverão na infâmia, mas enquanto for propício ao controle da doença e à vida e segurança das pessoas, o companheiro Ma Guoqiang e eu assumiremos qualquer responsabilidade”, disse Zhou em entrevista à emissora CCTV.

Morte de Li Wenliang

A morte do médico chinês Li Wenliang foi confirmada no dia 6 de fevereiro de 2020, pelo Hospital Central de Wuhan.

“Li Wenliang, oftalmologista do nosso hospital, infelizmente infectado na luta contra a epidemia do novo coronavírus, (…) morreu às 2h58 de 7 de fevereiro de 2020 (1h58 de 6 de fevereiro no horário de Brasília). Lamentamos profundamente”, diz trecho da nota divulgada pelo hospital.

Li Wenliang é apontado como o primeiro a identificar a existência do surto do novo coronavírus e alertar as autoridades, mas foi acusado pelo governo chinês de “espalhar boatos” relacionados ao surto.

Ele era casado e tinha uma filha de cinco anos.

Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Últimas

Desconto maior de 92% da dívida valerá para 548 mil contratos

Mundo

Sintomas foram observados em uma mulher grávida. Ela não estava vacinada contra a Covid-19.

Economia

Mercado financeiro espera por nova alta da Selic para 9,25% ao ano.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...