Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Famosos gritam ‘É 13’ em ‘Caldeirão do Mion’ e web sugere campanha para Lula

Ocorrido tem sido alvo de críticas nas redes sociais.

Divulgação | TV Globo

O quadro ‘Tem ou Não Tem?’ do Caldeirão do Mion recebeu os ex-BBBs Gil do Vigor, Camilla de Lucas, João Pedrosa e Viih Tube, além de Ana Hikari, Daphne Bozaski, Gabriela Medvedovski e Heslaine Vieira, ex-integrantes da novela teen ‘Malhação’.

Em determinado momento da atração, o apresentador Marcos Mion fez uma fala que envolvia o número ‘13’ como resposta do quiz.

“A pergunta é: diga um presente que você dá para um bebê. Você respondeu mamadeira. Calma que eu tô tenso, tô nervoso. A gente precisa que 13 brasileiros tenham respondido o mesmo que você. Só 13”, explicou o âncora.

Na sequência, a atriz Ana Hikari respondeu: “Só 13? É 13, vai! É 13! É 13!”, reiterou em gesto festivo.

Gil do Vigor, ao perceber a coincidência, começou a celebrar no palco, repetindo o número em questão. Rapidamente, os famosos começaram a gritar: “13! 13! 13! 13!”.

Repercussão

Nas redes sociais, a situação não passou desapercebida pelo público. Parte dos internautas entenderam a situação como uma manifestação política a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Além de ’13’ ser o número do Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-BBB Gil é declaradamente apoiador de Lula. Outro ponto que chama atenção é o fato de 2022 ser ano eleitoral para definir quem será o presidente da República pelos próximos quatro anos.

“Eles gritando 13, percebi a mensagem subliminar”, escreveu um usuário do Twitter. “O comício”, disse outro. “Fazendo campanha pro Lula em pleno Caldeirão”, sugeriu mais um.

Após a participação no programa global, Hikari fez questão de compartilhar o vídeo no Instagram. “É 13 BRASIIIIIIIIL!!!!!!”, publicou a atriz, prosseguindo com outro post: “Tô profetizando aqui que 2022 é nosso ano de sorte”, complementou.

Assista ao vídeo:

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Últimas

Nas redes, coro foi interpretado como 'torcida política'.