Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

O prosseguimento do impeachment de Witzel

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo.

O Tribunal Especial Misto, responsável por analisar o pedido de impeachment do governador Wilson Witzel (PSC), decidiu nesta quinta-feira (5), por unanimidade, aceitar a denúncia contra ele.

Em 28 de agosto, Witzel foi afastado por 180 dias após a decisão do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ele é acusado por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa pelo Ministério Público Federal (MPF).

Além disso, ele também é apontado como integrante de um suposto esquema de desvios de recursos da Saúde, de fraudes e de superfaturamento em contratos emergenciais.

Dessa forma, o governador afastado passa à condição de denunciado.

Cláudio Bonfim Castro e Silva, vice-governador, comanda interinamente o governo do Rio de Janeiro.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Economia

Mercado financeiro espera por nova alta da Selic para 9,25% ao ano.

Economia

Procura tem sido recorde, informa a liga das escolas de samba.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Economia

Tendência é que os percentuais de ocupação aumentem cada vez mais.