Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

OMS diz que relaxamento de medidas cedo pode causar nova onda de covid-19

De acordo com a diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, Carissa Etienne, os países, estados e municípios que relaxam cedo demais as medidas de restrição impostas para conter o novo coronavírus podem ser inundados com novos casos de covid-19.

A declaração foi dada em entrevista coletiva por videoconferência.

Ainda de acordo com a diretora, o número de mortes em decorrência da covid-19 na América Latina pode chegar a 438 mil até outubro se as medidas preventivas não forem cumpridas pelos países da região.

No momento, as mortes pela doença respiratória provocada pelo novo coronavírus na região estão em quase 114 mil, cerca de um quinto do número global de óbitos, de acordo com mapeamento da Reuters.

Carissa diz ainda que as Américas são o epicentro mundial da pandemia de coronavírus atualmente, e a cifra da região como um todo pode quase triplicar e atingir 637 mil até o dia 1º de outubro.

Ela ressalta, no entanto, que essas projeções são feitas com base em modelos matemáticos e não devem ser entendidas literalmente, mas somente como diretrizes de planejamento.

De acordo ela, acredita-se que a pandemia atingirá o pico no Chile e na Colômbia em meados de julho, mas na Argentina, no Brasil, na Bolívia e no Peru só em agosto, e a Costa Rica só achatará sua curva de infecções em outubro.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Menos de dois meses após flexibilização, uso do item em locais fechados volta a ser exigido.

Saúde

Todas hipóteses sobre surgimento do vírus permanecem à mesa, garantiu o diretor da entidade.

Mundo

Um ano atrás, a entidade considerou a hipótese como "extremamente improvável".

Mundo

Diretor da entidade citou 7 mil mortes no mundo devido à doença na semana passada.