Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Polícia do Rio promove operação contra roubo, latrocínio e receptação

A Operação Espoliador III, realizada hoje (25) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em todo o estado, visa cumprir mandados de prisão contra autores de roubo, receptação e latrocínio foragidos da Justiça. Já foram presas 43 pessoas, cujos mandados foram expedidos a partir de inquéritos policiais das delegacias de todo o estado e de levantamento realizado pela Polinter.

Já foram presas 43 pessoas, cujos mandados foram expedidos a partir de inquéritos policiais de delegacias de todo o estado e de levantamento realizado pela Polinter.

Segundo as investigações, os roubos, em grande parte, estão vinculados a organizações criminosas de tráfico de drogas, que buscam o aumento dos lucros fruto de crimes emprestando armas para a prática de diversos tipos de roubos. A operação visa prender também receptadores das cargas roubadas e latrocidas.

A polícia aponta que o crime organizado de tráfico e milícia é responsável pela maior parte dos roubos no estado. As investigações indicam que esses grupos respondem por 79% dos roubos de veículos praticados na capital, 73% na Baixada Fluminense e 84% em Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana.

Quanto aos roubos de cargas, o tráfico e a milícia participam de pelo menos 65% dos casos na capital, 64% na Baixada Fluminense e 62% em Niterói e São Gonçalo.

No ano passado, a Polícia Civil indiciou 12.587 autores de roubos e prendeu 2.135 pessoas. Em 2020, com a pandemia de covid-19 e um maior número de pessoas em isolamento social, o Instituto de Segurança Pública (ISP) aponta queda – na comparação com 2019 – de 42% nos roubos de rua, de 37% no roubo de veículos e de 34% nos roubos de carga, no período acumulado de janeiro a julho dos dois anos.

Com informações, Agência Brasil.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Últimas

Ação envolveu Polícia Civil e o Gaeco, do Ministério Público do Estado.

Política

Castro garantiu que enviará informações ao governo e que chegará a 'denominador comum' com Ministério da Economia.

Política

Projeto tem como objetivo integrar bairros formais e informais, por meio de ações sociais e de segurança pública.

Últimas

Lei foi sancionada pelo governador Cláudio Castro