Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Prestação de contas de David Miranda foram questionadas pelo TRE em 2016

O deputado federal e marido de Glenn Greenwald, David Miranda (PSOL), entrou para a política ao se eleger vereador em 2016.

Sua prestação de contas chegou a ser questionada pelo TRE, pois David declarou possuir R$ 75 mil em bens e doou para a própria campanha R$ 250 mil – 77,7% do total arrecadado.

A Justiça Eleitoral também questionou doações menores feitas por pessoas desempregadas. Apesar das inconsistências, as contas foram aprovadas.

De acordo com o Antagonista, David Miranda informou que os valores aportados na campanha entraram em sua conta durante o processo eleitoral, decorrentes de contratos fechados para Glenn no exterior, e que depois atualizou sua prestação de contas.

Em nota, a advogada Samara Mariana de Castro reforçou:

“Os recursos próprios aplicados na campanha tiveram sua origem declarada à Justiça Eleitoral. A conta foi aprovada pelo TRE-RJ exatamente porque estava em conformidade com a legislação vigente no país.”

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Judiciário

TRE-SP entendeu que a ação foi ajuizada fora do prazo; partido vai recorrer.

Últimas

Juíza disse que não houve nenhuma mudança que justifique revogação

Judiciário

Defesa alega falta de tempo para analisar laudos juntados ao processo

Congresso

Partido ingressou com representação no Conselho de Ética.