Conecte-se conosco

Política

Rui Costa defende união entre Lula e FHC contra Bolsonaro

Declarações ocorreram nesta sexta.

Published

em

Valter Campanato | Agência Brasil

O governador da Bahia, Rui Costa, do PT, resolveu falar sobre encontro político entre os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, divulgado nesta sexta-feira (21) pela cúpula petista.

Para Rui, a aproximação é consequência do cenário político atual, que é uma projeção de ‘tragédia’ e ‘incompetência’, na visão dele.

Apesar das críticas explícitas, ele não fez menção direta ao nome do presidente Jair Bolsonaro.

“As pessoas podem divergir. O Fernando Henrique tem ideias para a sociedade, de Estado, de como tocar a economia, tem um monte de ideias. O Lula tem outras ideias. Mas a política é isso. São ideias diferentes que têm que dialogar, todas a favor do Brasil”, declarou o petista, em entrevista a rádios locais.

“O que nós temos que buscar é salvar o nosso país dessa tragédia. Então é como se você trabalhasse numa empresa e alguém se tornou presidente, alguém incompetente da sua empresa, que não saber fazer nada. Você tá vendo sua empresa ir à falência. Então os funcionários, os sócios têm que se juntar pra salvar a empresa. Então nós somos os donos do Brasil. O povo brasileiro é o dono desse país. Então nós temos que salvar o Brasil dessa tragédia”, acrescentou.

Ainda sobre o assunto, o chefe do Executivo baiano usou o Twitter para dizer que é preciso ‘virar a página’.

“Lula e FHC podem ter divergências políticas e ideológicas, mas concordam que o Brasil precisa virar a página desta história trágica que estamos vivendo. Ninguém aguenta mais. O Brasil pertence ao povo brasileiro e todos nós temos nos unir para viver um novo tempo”, escreveu.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.