Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

STJ bloqueia R$ 15 milhões de desembargador do Rio após delação de ex-presidente da Fetranspor

Ele é investigado por venda de sentenças judiciais para empresas de ônibus do Rio

Ele é investigado por venda de sentenças judiciais para empresas de ônibus do Rio

O desembargador Mario Guimarães Neto, do Tribunal de Justiça do Rio, teve R$ 15 milhões bloqueados hoje pelo ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A PF realizou nesta sexta-feira (17) uma operação de busca e apreensão no gabinete do magistrado.

O pedido, feito pela Procuradoria-Geral da República, apontou que ele teria remetido para fora do país ao menos US$ 2,3 milhões (R$ 9,2 milhões).

Ele é investigado por venda de sentenças judiciais para empresas de ônibus do Rio, a partir da delação de Lélis Teixeira, ex-presidente da Fetranspor.

Comentários

Conexão Política é um veículo digital inteiramente comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | contato@conexaopolitica.com.br

Economia

Tendência é que os percentuais de ocupação aumentem cada vez mais.

Últimas

Veículo tinha a inscrição da Corregedoria-Geral de Polícia Civil.

Saúde

Durante o ápice da crise sanitária, unidade chegou a ter 400 leitos para a doença.

Judiciário

Corte entendeu que processo deveria ser conduzido pelo Tribunal de Justiça.