Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Turquia ameaça a Europa: “Se abrirmos as comportas para os migrantes, nenhum governo europeu poderá sobreviver”

A Turquia ameaçou os países europeus dizendo que poderia destruir os governos europeus, deixando milhões de migrantes do Oriente Médio atravessarem suas fronteiras para chegar à Europa.

Dias atrás, o ministro do Interior da Turquia, Süleyman Soylu, disse: “Estamos diante da maior onda migratória da história. Se abrirmos as comportas, nenhum governo europeu terá condições de sobreviver por mais de seis meses. Nós os aconselhamos a não testarem a nossa paciência”.

O ministro também acusou os países europeus de deixar a Turquia lidar com a questão da migração por si só.

Chantagem
Em março de 2016, a UE fez um acordo provisório que, se realizado, permitiria a isenção de visto para cidadãos turcos aos estados membros da EU, após o cumprimento de alguns requisitos impostos. O acordo não foi realizado e agora a Turquia está ameaçando a Europa com ações drásticas se não conseguirem chegar a um acordo.

Funcionários da UE dizem que, embora a Turquia tenha ajudado a reduzir o fluxo de imigrantes que entram na Europa, ela não atendeu a todos os requisitos necessários para a liberalização de vistos.

Soeren Kern, do instituto Gladstone, de Nova York, disse: “A Turquia não cumpriu o mais importante dos requisitos: relaxar suas rigorosas “leis antiterrorismo”, que estão sendo usadas para silenciar os críticos do presidente turco Recep Tayyip Erdogan”.

Numa entrevista em 22 de julho a um canal de televisão turco, o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Çavuşoğlu, disse: “Nós suspendemos o acordo de readmissão. Não vamos esperar à porta da UE. ”

Entretanto, se a UE aprovar a isenção de visto, dezenas de milhões de turcos terão acesso imediato e desimpedido à zona livre de passaportes da Europa.

Analistas contrários à liberalização de vistos temem que milhões de cidadãos turcos acabem migrando para a Europa. A revista semanal austríaca Wochenblick, relatou que 11 milhões de turcos estão vivendo na miséria e “muitos deles sonham em se mudar para a Europa Central”.

Migração do Oriente Médio

Atualmente, existem cerca de 3,5 milhões de migrantes – a maioria do Iraque, Síria e Afeganistão – que estão sendo recebidos pelo governo turco. Esses migrantes, junto com outros milhões que ainda vivem no Oriente Médio devastado pela guerra, todos gostariam de ir para a Europa.

O único impedimento que está no caminho destes é a Turquia. Se as “comportas forem abertas”, as consequências da crise migratória piorarão.

Fonte: Voice of Europa e Gate Stone Institute


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

 

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Viajantes que receberam substâncias aprovadas na Europa não precisam mais realizar quarentena.

Mundo

Exceção se aplica para viajantes que forem ao país por motivos considerados essenciais.

Mundo

Vacinas permitidas são Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer.

Mundo

Manifestantes carregavam bandeiras e faixas com dizeres em protesto à pressão exercida pelo governo sobre o povo.