Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Minas Gerais investiga primeira suspeita de coronavírus no Brasil

Uma mulher de 35 anos com suspeita de contaminação pelo coronavírus chinês está sendo observada em Belo Horizonte. Exames estão sendo feitos por laboratórios de referência. Ela veio de Xangai, na China.

Ocaso está sendo acompanhando e investigado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), e tratado como 2019-nCoV. A secretaria  informou que mais detalhes serão repassados ainda nesta quarta-feira (22), diz o portal R7.

Atualização 16:40 – Em nota divulgada há pouco, o Ministério da Saúde disse que o caso de MG não se enquadra como coronavírus. Leia nota:

“O caso noticiado pela SES/MG não se enquadra na definição de caso suspeito da Organização Mundial da Saúde (OMS), tendo em vista que o paciente esteve em Xangai, onde não há, até o momento, transmissão ativa do vírus. De acordo com a definição atual da OMS, só há transmissão ativa do vírus na província de Whuan”, informou o governo federal.

Número de mortos cresce

Já são 544 casos de contaminação pelo coronavírus chinês e ao menos 17 mortos até o momento. Já há evidências de contaminação por via respiratória de pessoa para pessoa. Ontem, terça-feira (21) foi confirmado o primeiro caso nos EUA, na cidade de Seattle, estado de Washington.

Comentários

Católico, conservador, correspondente internacional, observador político e criador do site 'Direto da América'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia (EUA).

Política

Estado registra ocupação de 97,7% dos leitos de UTI

Últimas

Tragédia em cidade mineira completa três anos nesta terça-feira

Últimas

Mais cinco óbitos foram registrados pelas autoridades ontem.

Judiciário

Órgão terá jurisdição sobre o estado de Minas Gerais e contará com 18 cargos de procurador.