Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Analise a comparação do discurso de Alvim X discurso de Gooebbels

Entre as repercussões, a mais destacada está sendo a do filósofo Olavo de Carvalho, que repudiou as declarações do ministro.

Entre as repercussões, a mais destacada está sendo a do filósofo Olavo de Carvalho, que repudiou as declarações do ministro.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, o secretário especial da Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Alvim, realizou um discurso semelhante ao do ministro de Adolf Hitler da Propaganda da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels.

Gooebbels era antissemita radical e um dos idealizadores do nazismo.

O vídeo do discurso está repercutindo fortemente nas redes sociais.

Assim como o alemão havia dito que a “arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim seguiu a mesma linha ao dizer que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”.

Confira abaixo e compare os discursos:

Roberto Alvim

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada.”

Joseph Goebbels

“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada.”
Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Política

Em 2022, ex-ministro deve concorrer à Presidência ou ao Senado.

Judiciário

Ministro fez prestação de contas após 1 ano à frente da Corte.

Mundo

PR brasileiro e banda teen BTS emplacaram as buscas do momento.

Política

Chefe do Executivo se posicionou contra o chamado passaporte sanitário para vacinados e assegurou que não há corrupção no governo.

----- CLEVER ADS -----