Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Coluna

O Papai Noel gay e a teoria do Parasita Pós-Moderno

A campanha da Posten na Noruega apresenta um Papai Noel Gay. O que pode estar por trás disso? Conheça a teoria do Parasita Pós-Moderno.

Divulgação | Brasil Paralelo ©

“Querido Papai Noel, tudo o que eu quero de Natal é você!”, disse Harry, um homem de meia idade, ao velho Noel. A relação homoafetiva do bom velhinho foi representada no comercial da Posten, companhia estatal de correios na Noruega.

O que pode estar por trás de um comercial assim? 

O vídeo publicitário faz uma paródia do filme “Harry e Sally: Feitos Um para o Outro”, de 1889. Em comunicado, a empresa afirmou:

“Este ano [a campanha] é sobre amor, ressaltando o fato de que 2022 marca o aniversário de 50 anos da descriminalização da homossexualidade na Noruega.”

“Para mostrar a flexibilidade de nossos serviços, queremos celebrar um marco social relevante”, acrescentou.

A campanha celebra os 50 anos da descriminalização das relações entre pessoas do mesmo sexo no país. Partindo desses ideais, reconstruíram a lendária figura do Papai Noel beijando um homem chamado Harry.

“O direito de amar quem você quiser é um direito humano fundamental, e não é considerado uma questão política nas sociedades democráticas livres em 2021. A Posten conectou pessoas por 375 anos, e vai continuar a fazer isso independentemente de orientação ou identidade de gênero”, declarou Monica Solberg, diretora de marketing da Posten, ao site LGBTQ Nation.

Um personagem que gosta de alguém do mesmo sexo não é um problema para transmitir a mensagem que uma empresa deseja, mas nem sempre as coisas são o que parecem.

O Papai Noel tradicional foi parasitado?

Divulgação | Brasil Paralelo ©

Jonathan Pageau é professor de Semiótica e Iconologia. Foi ele quem criou a chamada “teoria do parasita pós-moderno”. Nela, está muito presente a ideia de infecção ou infiltração.

Existir um personagem gay não é um problema. Mas o que significa mudar o sentido de uma figura tradicional da cultura?

Ideologias podem desconstruir histórias como a do Papai Noel. De acordo com a teoria de Pageau, personagens consagrados no imaginário popular são esvaziados de seu significado original e veiculados com uma nova identidade — como se ainda fossem os mesmos.

A Posten, por exemplo, poderia criar um personagem homossexual para passar a imagem que deseja neste Natal. O Papai Noel, tradicionalmente, não se relaciona a esta pauta, mas foi usado como veículo de uma bandeira identitária.

De forma análoga, o parasita (ideologia) se aproveita de seu hospedeiro (cultura existente).

Para a empresa de entretenimento e educação Brasil Paralelo, o velho Noel continua sendo o personagem de sempre: o velhinho que mora no Polo Norte, que talvez tenha a companhia da Mamãe Noel, e que todos os anos dedica-se a fazer caridade às crianças.

Neste ano, mais uma vez a Brasil Paralelo realiza o Especial de Natal. As reflexões apresentadas não são de ruptura com a tradição, mas sim de resgate. No Especial do ano passado, mais de dois milhões de espectadores foram alcançados.

A intenção é tornar o evento uma tradição anual, através de forte investimento e divulgação gratuita. A classificação indicativa é livre para toda a família.

Caridade, amor ao próximo, família, fé e esperança são apenas alguns dos temas abordados no Especial de Natal, que vai ao ar nos dias 13, 14 e 15 de dezembro.

Os apresentadores da atração serão o jornalista Luís Ernesto Lacombe e a professora Lara Brenner.

O evento foi gravado no palco do Teatro Bradesco, em São Paulo (SP), e por lá passaram mais de 20 convidados ao longo dos três dias. Eles partilharam suas reflexões, aprendizados e histórias emocionantes, tudo acompanhado de orquestra e música ao vivo.

A parte musical contou com o solista Alvaro Siviero, pianista convidado a tocar para o papa Bento XVI, o tenor Marcello Vannucci, a soprano Claudia Neves e o cantor Douglas Alessi, destaque do programa The Voice Brasil.

Grandes obras como Adeste Fidelis, Nessun Dorma, Ave Maria de Gounod e Noite Feliz foram acompanhadas pela Orquestra Mozarteum Brasileiro e pelo Coral Del Chiaro.

O padre Lucas Matheus, um dos convidados do Especial de Natal da Brasil Paralelo, resume o intuito dos três dias de evento em uma frase: “Nós necessitamos resgatar o sentido do Natal por aquilo que ele é”.

Clique AQUI para fazer a inscrição gratuita e participar do evento!

Comentários

Editor de conteúdo, redator SEO e apresentador.

Últimas

No próximo ano, empresa lançará novos documentários, filmes e programas, incluindo obras sobre eleições e segurança pública.

Coluna

Henrique Bredda relata um momento de confiança extrema, quando esteve entre a vida de sua filha e a de sua esposa.

Coluna

Ana Paula Henkel conta a história das mães que desistiram do aborto após o Especial de Natal da Brasil Paralelo.

Coluna

Qual Especial de Natal representa os seus valores, o de resgate ou o de ruptura?