Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Barros diz que vai à Justiça contra CPI: “Relação agora é com meus advogados”

Segundo o deputado, a comissão do Senado “extrapola, exagera e mente”.

Rodrigo Nunes | MS

O deputado e líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou nesta quinta-feira (19) que ingressará na Justiça contra a condução dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Segundo o congressista, o colegiado do Senado “não encontrará nenhuma ligação” dele com a empresa Precisa Medicamentos. “Todas as pessoas ouvidas no caso Covaxin negaram minha participação”, declarou.

De acordo com Barros, “a CPI extrapola, exagera e mente, mas agora a condução da relação com a CPI é com meus advogados”.

Mais cedo, a quebra de sigilo fiscal do parlamentar foi aprovada pela comissão. A ação se deu um dia após Ricardo Barros ter sido incluído na lista de investigados da CPI.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Corte definiu que trabalhador com acesso gratuito à Justiça não deve pagar honorários.

Política

Parecer foi alterado após acordo entre membros do G7 na véspera da apresentação.

Congresso

Renan Calheiros distribuiu a senadores o texto provisório do parecer final.

Judiciário

PGR opinou pela manutenção da medida, mas contra divulgação dos dados colhidos pela comissão.