Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

‘Esse serial killer tem compulsão por morte’, diz Renan, sobre Bolsonaro

Parlamentares querem a derrubada dos perfis do chefe do Executivo.

Edilson Rodrigues | Agência Senado

Antes da votação do parecer final, o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), chamou o presidente Jair Bolsonaro de ‘serial killer’, termo estrangeiro atribuído a um assassino em série, em tradução livre.

Calheiros teceu fortes criticas ao comentário de Bolsonaro que, na semana passada, exibiu um conteúdo associando a vacina contra a covid-19 a eventuais casos de desenvolvimento do vírus da imunodeficiência humana (HIV).

No relatório, o congressista recomenda o “afastamento do presidente de todas as redes sociais, para a proteção da população brasileira”.

“Muitas mortes poderiam ser evitadas. Essa responsabilidade é de muita gente, mas é principalmente desse presidente da República, desse serial killer que tem compulsão de morte e continua a repetir tudo o que fez anteriormente”, disse Renan a jornalistas, ao chegar no Senado.

E acrescentou:

“Com essa declaração de que a vacina pode proporcionar Aids, ele demonstra claramente que não tem respeito nenhum com a vida dos brasileiros e nem zela pela saúde pública. Ele não muda, ele não aprende”.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Mandatário manifestou preocupação sobre o assunto.

Política

Tom da fala já vem sendo ecoado pelo mandatário há cerca de dois meses.

Governo

Declarações ocorreram nesta segunda (22), em Brasília.

Política

Tratativas visam avançar interesses em torno da entrada do mandatário na sigla.