Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Ex-ministro de Temer aceita convite para assumir Tesouro e Orçamento

Atual chefe de relações institucionais é apontado desde ontem como sucessor natural de Bruno Funchal.

Ministério da Economia | Flickr

Esteves Colnago, ex-ministro do Planejamento durante o governo de Michel Temer, aceitou o convite do governo de Jair Bolsonaro para ser o novo secretário especial do Tesouro e Orçamento.

Ele assumirá o posto que ficou aberto com a demissão de Bruno Funchal, que entregou o cargo juntamente com outros três secretários. Todos alegaram motivos pessoais.

A debandada, no entanto, coincide com os avanços na estratégia eleitoral de alterar o teto de gastos para aumentar o valor do programa social Auxílio Brasil.

Servidor de carreira do Banco Central (BC), Colnago fazia a articulação do Ministério da Economia com o Congresso Nacional. Há menos de um ano, foi sondado para a cadeira de secretário, mas, na ocasião, optou pela articulação política da pasta.

Caberá a ele a escolha do secretário do Tesouro Nacional, posto que também ficou vago com a saída de Jeferson Bittencourt.

No time de Paulo Guedes, Conalgo é conhecido por ser fiscalista, de perfil técnico e que vai manter as premissas do atual governo, trabalhando por medidas que possam atenuar o impacto negativo das notícias dos últimos dias.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Estimativa de faturamento é de R$ 130 bilhões, afirma FecomercioSP.

Economia

Ritmo de recuperação é menos intenso que o previsto inicialmente.

Economia

No Brasil, foram realizados 8,2 bilhões de transações entre julho, agosto e setembro.

Economia

Taxa cobrada ao ano chegou em 339,5%, subindo 3,7 pontos percentuais em setembro.