Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Parlamentar cristã enfrenta investigação após declarações sobre população LGBT

TS / Markku Ulander Parlamentar Päivi Räsänen

Quase 70% dos finlandeses ainda são membros da Igreja Luterana Nacional. Mas isso não significa que eles são praticantes da fé, pois menos de um terço dos finlandeses atualmente dizem que acreditam em Deus. Aparentemente, esta nação historicamente cristã não apenas deixou a fé, mas iniciou investigações criminais contra cristãos.

Apesar de a Constituição finlandesa dizer à igreja nacional para “proclamar uma fé cristã baseada na Bíblia”, a Finlândia está investigando um membro do Parlamento por proclamar sua fé cristã baseada na Bíblia.

Segundo a CBN News, a parlamentar Päivi Maria Räsänen, do Partido Democrata Cristão, está sob duas investigações por supostamente “difamar ou insultar” homossexuais. Ela compartilhou um versículo da Bíblia no Twitter, no ano passado, destinado à Igreja Luterana da Finlândia por promover o estilo de vida homossexual.

Päivi Räsänen disse: “No meu tweet, citei diretamente o primeiro capítulo e os versículos de 24 a 27 de Romanos e publiquei a figura das passagens da Bíblia”. A passagem mencionada pela congressista condena a homossexualidade sob a ótica religiosa.

A promotora geral da Finlândia, Raija Toiviainen, abriu uma segunda investigação sobre um panfleto que Päivi escreveu há 15 anos sobre o casamento cristão bíblico, chamado “Homem e mulher, Ele os criou”.

Päivi ficou surpresa com a existência de uma investigação policial sobre seu caso, já que o ensino bíblico é apoiado pela própria Carta Magna finlandesa.

“Não achava que isso poderia acontecer. É inacreditável. Foi uma verdadeira surpresa. E meu primeiro pensamento foi: ‘eles realmente estão indo longe'”, disse Leif Nummela, editor de um jornal cristão e apresentador de TV na Finlândia.

Intimidação

O pastor luterano que publicou o panfleto que Päivi escreveu sobre o casamento cristão também está sob investigação.

Päivi disse à CBN News que tudo isso começou em oração quando ela se sentiu guiada pelo Senhor a fazer algo para despertar a Igreja Nacional na Finlândia sobre a questão da homossexualidade. Mas agora ela teme que essa investigação deixe os finlandeses com muito medo de proclamar sua fé.

“Estou preocupada que este caso, a investigação criminal, possa intimidar alguns cristãos e faça com que eles se escondam e se calem”, disse Päivi.

Se condenada, Päivi pode ser multada ou até presa. E Nummela acha que o apoio dos líderes cristãos finlandeses a ela foi fraco.

“Se pudéssemos ter 200 mil cristãos dizendo: ‘isso é horrível, pare de perseguir Päivi Räsänen’, isso teria um enorme impacto”, disse Nummela.

Päivi disse que não tem medo e acredita que Deus tem um plano para a Finlândia.

“Estou esperando para ver o que Deus fará, porque quando levantamos orações a Ele, podemos saber que Ele fará alguma coisa”, disse Päivi.

* Matéria atualizada em 01/03/2021 para correção e ajuste de informações.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Em 1º de julho, o Partido Comunista Chinês (PCC) celebrou 100 anos no poder. Para muitos, um século de miséria para o povo chinês....

Mundo

Por meio de uma carta aberta, veiculada na última sexta-feira (21), sete pastores evangélicos cubanos pedem a libertação de cidadãos presos por motivos políticos...

Mundo

O pastor canadense Artur Pawlowski foi preso no sábado (8) por realizar um culto religioso que violava as novas ordens de restrições relativas às...